Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.
28yxG-k4tSU
Cultura

 

O filme “O que resta”, do realizador português Daniel Soares, vai estar na competição internacional do Festival da Curta-Metragem de Clermont-Ferrand, em janeiro em França, revelou hoje a distribuidora Portugal Film.

“O que resta” é uma primeira obra de ficção do realizador e fotógrafo português Daniel Soares, e narra a história de Emílio, um agricultor de 80 anos, que decide vender o único animal da quinta abandonada onde vive.

Daniel Soares, que nasceu na Alemanha e vive atualmente em Nova Iorque, nos Estados Unidos, viu este filme ser distinguido como a melhor curta-metragem portuguesa no festival IndieLisboa.

Segundo a Portugal Film, Daniel Soares é ainda autor do documentário “Forgotten” (2018) e, enquanto fotógrafo, já expôs no International Center of Photography e foi distinguido, em 2017, pelo Art Directors Club de Nova Iorque.

A 44ª edição do Festival de Clermont-Ferrand, considerado o mais relevante dedicado à curta-metragem, acontecerá entre os dias 28 de janeiro e 05 de fevereiro.

Em 2020, o festival distinguiu “Invisível Herói”, da realizadora luso-francesa Cristèle Alves Meira, como o melhor filme europeu.

 

Donativos LusoJornal

 

X