Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.
Donativos LusoJornal

 

A Delegação de Setúbal da Câmara do Comércio e da Indústria Franco-Portuguesa (CCIFP) vai organizar um Salão internacional do turismo e do imobiliário de Lisboa, Alentejo e Setúbal (SITILAS) entre os dias 13 e 15 de maio. O anúncio foi feito em entrevista ao LusoJornal por Cécile Gioanni, Presidente da Delegação, alegando que quer aproveitar o facto dos preços do mercado imobiliário não terem caído durante a pandemia e a provável reabertura das fronteiras portuguesas no mês de junho.

O objetivo deste Salão é promover a região do Alentejo e o distrito de Setúbal, muitas vezes ausentes dos salões imobiliários portugueses. “Para mim é muito importante promover Lisboa, mas ainda mais o distrito de Setúbal e toda esta região da margem Sul. Ouve-se poucas vezes falar da região do Alentejo nos salões imobiliários, como foi o caso no Salão do imobiliário português de Paris, onde fui há dois anos atrás. Não tem havido expositores, não se conhecem bem e os visitantes falam-nos sempre de Lisboa, do Porto e do Algarve, não estão muito informados sobre Setúbal e o Alentejo” afirma Cécile Gioanni.

Devido às restrições atuais ligadas à pandemia, o SITILAS será um evento virtual cuja inscrição para os visitantes é gratuita. A organização prevê-se uma forte afluência de visitantes que vão poder aceder ao evento através da plataforma ZOOM e entrar em contacto com os expositores. O Salão tenta atrair a atenção de investidores de diversos países além de Portugal, como a Bélgica, a França, o Luxemburgo ou a Suíça e assim ter uma projeção internacional.

Presidida por Cécile Gioanni, a Delegação de Setúbal da CCIFP foi criada em fevereiro de 2020 com o objetivo principal de “acentuar os intercâmbios sociais e comerciais entre Portugal e França”. Após a criação de duas Delegações da CCIFP, nomeadamente em Marseille, a Presidente da Delegação setubalense justifica a criação deste novo projeto: “Leonel António Guerreiro, Diretor da Delegação, pôs-me em contacto com o Conselho de administração da CCIFP em Paris. Numa conversa, evocamos o assunto de abrir uma Delegação. Aproximámo-nos do Presidente Carlos Vinhas Pereira e a ideia foi bem vista de abrir esta Delegação para toda a região da margem sul e assim promover Portugal e fazer estes intercâmbios entre França e Portugal. O lançamento da Delegação teve lugar no ano passado com a presença da nossa ‘madrinha’, Valérie Pécresse, Presidente da Região Île-de-France”.

Em Portugal, o mercado imobiliário foi muito solicitado pelos investidores franceses nos últimos anos. “As razões fiscais são evocadas frequentemente, mas hoje em dia Portugal é um país visto de forma diferente em termos de segurança e de riqueza”. A diversidade do imobiliário português consegue atrair novos mercados internacionais como o mercado Norte-Americano, Russo, Alemão e Austriaco.

Vivendo em Portugal há cinco anos, Cécile Gioanni é atualmente proprietária da sua própria agência imobiliária. Francesa, trabalhou durante doze anos na área do notariado na Côte d’Azur e apesar de gostar da sua antiga profissão, teve vontade de mudar de país e manter uma qualidade de vida agradável. Foi assim que surgiu a ideia de ir viver para Portugal.

“Precisava de um país onde o mar e o sol estivessem por perto, para oferecer um bom nível de vida aos meus filhos. A grande mudança teve lugar há cinco anos e tudo se passou muito bem, fomos muito bem acolhidos. A nossa expatriação foi perfeita, já há três anos que não voltei a França, a não ser para por razões profissionais, é a minha família que vem cá visitar-nos” declara Cécile Gioanni ao LusoJornal.

As inscrições para participar no Salão estão abertas AQUI.

 

Ver a entrevista conduzida pelo jornalista Carlos Pereira AQUI.

 

Fábio Miranda Flora

 

Lusobreves

 

X