Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.
Comunidade

 

Em geral, as remessas dos emigrantes desceram 0,5% em janeiro, passando de 304,4 milhões de euros, no primeiro mês de 2021, para 302,8 milhões de euros em janeiro de 2022, segundo o Banco de Portugal.

De acordo com os números disponíveis no site do regulador financeiro, os emigrantes enviaram para Portugal 302,79 milhões de euros em janeiro deste ano, o que representa uma ligeira descida face de 0,54% face aos 304,44 milhões de euros enviados em janeiro do ano passado.

O valor de janeiro deste ano representa também uma diminuição face ao valor enviado em janeiro de 2020, já que no primeiro mês desse ano os emigrantes portugueses tinham enviado 306,74 milhões de euros para o seu país de origem.

Como é habitual, os portugueses a trabalhar na Suíça foram os que mais contribuíram para este valor, tendo enviado 105,1 milhões de euros, ligeiramente acima dos 104,67 milhões enviados em janeiro de 2021, mas abaixo dos 107,5 milhões enviados em janeiro de 2020.

Os portugueses em França, os segundos maiores contribuintes para as remessas a nível global, enviaram 73,11 milhões de euros, 6,31% abaixo dos 78,03 milhões enviados em janeiro do ano passado, e também abaixo dos 78,63 milhões enviados em janeiro de 2020.

Em sentido inverso, os trabalhadores estrangeiros em Portugal enviaram para os seus países de origem 41,94 milhões de euros, apenas 0,02% acima dos 41,93 milhões enviados em janeiro do ano passado.

Donativos LusoJornal
X