Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

O Quevilly Rouen Métropole, comandado pelo Técnico lusodescendente Emmanuel da Costa, desceu no fim da temporada 2017/2018 da Ligue 2 para o National.

Este ano, a equipa da Normandie vai tentar recuperar o seu lugar na segunda divisão, mas a tarefa não se adivinha fácil.

Após três jornadas, QRM – como é conhecido o clube – empatou dois jogos e perdeu o terceiro frente ao Cholet por 2-1. Na tabela classificativa, o Quevilly ocupa o 14° lugar com dois pontos.

LusoJornal falou com o Treinador lusodescendente do Quevilly, Emmanuel da Costa, abordando os objetivos para esta temporada.

 

O objetivo é a subida à segunda divisão?

Queremos estar nos primeiros lugares, mas para estar nesses lugares, temos de ter regularidade, fazer bons jogos e obter bons resultados para sonhar até ao fim. Por enquanto ainda estamos no mês de agosto, vamos esperar um pouco. O objetivo por enquanto é em março/abril estarmos nos lugares cimeiros para sonhar com algo mais.

 

O Emmanuel da Costa decidiu ficar no Quevilly?

O projeto do clube continua a crescer. Se não continuasse a crescer, talvez fosse o momento de sair, mas não é o caso. Segundo ponto, o ano passado, íamos ter muitas dificuldades, tivemos muitas dificuldades, mas estivemos na luta até ao fim do Campeonato, até ao último jogo, antes de descer. Por todas estas razões, decidi continuar porque o meu trabalho aqui ainda não acabou. Hoje é um novo projeto, um novo plantel, para continuar a crescer e poder regressar à segunda divisão, e sobretudo depois conseguir manter este clube na Ligue 2. Esse é o nosso projeto.

 

O Quevilly foi eliminado da Taça da Liga pelo Troyes, de Rui Almeida (1-2). Como podemos analisar essa eliminação?

Foi uma derrota difícil. Sofremos dois golos, mas marcámos em primeiro. Tem sido sempre este cenário ultimamente. Fizemos muitos erros frente a esta equipa do Troyes que tem muito talento. Tenho, no entanto, a sensação que podíamos ter feito muito mais. Nestes jogos não podemos fazer nenhum erro. O primeiro golo foi de bola parada, o segundo foi um erro do nosso guarda-redes. A segunda parte até foi melhor para nós, mas faltou eficácia no momento de finalizar.

 

Na próxima jornada do Campeonato, o Quevilly Rouen Métropole vai receber o Entente Sannois Saint Gratien, a 24 de agosto, pelas 20h00.

 

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 1 Voto
9.2
X