Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Este sábado, em Beja, o «mais destacado ensemble corso da atualidade», o Barbara Furtuna – Voix Corses, vai atuar no Festival Terras Sem Sombra, dedicado à memória do etnomusicólogo Michel Giacometti.

O concerto chama-se «O Canto na Ilha da Liberdade: Vozes Corsas» e vai ter lugar às 21h30 (hora portuguesa), na igreja do Convento de São Francisco, em Beja. Vais er um concerto dedicado à memória de Michel Giacometti, um etnomusicólogo francês, que foi quem primeiro aprofundou as ligações entre o cante alentejano e a polifonia das zonas rurais da ilha francesa de Córsega, a sua terra natal, e que «constitui o ‘parente mais próximo’ das modas do Alentejo».

O ensemble vai interpretar um conjunto de composições religiosas e profanas «bem representativo da polifonia da Córsega, desde o século XVIII aos dias de hoje, não esquecendo as afinidades com o cante».

Michel Giacometti nasceu em Ajaccio, na Córsega, em 1929, fez estudos e recolhas sobre músicas e culturas populares em Portugal e morreu em Faro, em 1990. Por vontade própria, os restos mortais de Giacometti estão sepultados em Peroguarda, aldeia do concelho de Ferreira do Alentejo que «amou e cujas tradições musicais estudou ao longo de décadas».

 

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 2 Votos
4.7
X