Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

O filme francês de animação “028”, de Otalia Caussé e o documentário “Small Fish”, de Quentin Lestienne, obtiveram Menções Especiais dos 24º Encontros Internacionais de Cinema, Televisão, Vídeo e Multimédia – AVANCA 2020.

O filme “Diapasão”, do realizador iraniano Hamed Tehrani, foi o grande vencedor, vencendo o Prémio Cinema para a Melhor Longa Metragem, Prémio Melhor Argumento e o Prémio D. Quixote da FICC – Federação Internacional de Cineclubes.

O festival, que decorreu de 17 a 26 de julho, em Avanca, no concelho de Estarreja, distrito de Aveiro, atribuiu ainda Menções Especiais às longas-metragens “The Barefoot Emperor” (Bélgica), de Peter Brosens e Jessica Woodwoth, e “The Forgotten” (Ucrânia), de Daria Onyschenko, que também recebeu o prémio de melhor ator para Danylo Kamenskyi.

O Prémio Curta Metragem foi para o filme da Sérvia “Moon Drops”, de Yoram Ever-Hadani, tendo “Qui Vive” (Bélgica), de Anais Debus, recebido uma Menção Especial e o Prémio Melhor Fotografia (atribuído a Benoît Delfosse).

A atriz Efthalia Papacosta, do filme grego “Mila”, de Andreas Vakalios, ganhou o Prémio de Melhor Atriz.

O Prémio de Animação foi atribuído a “Hello my Dears”, de Sasha Vasiliev, da Rússia, tendo os filmes “028” (França), de Otalia Caussé, Geoffroy Collin, Louise Grardel, Antoine Marchand, Robin Merle, Fabien Meyran, e “The Wings”, de Riho Unt, sido distinguidos com Menções Especiais.

A curta metragem portuguesa em mirandês “La Tierra de l Passado”, de Rui Falcão, foi distinguida com uma menção especial de argumento.

A FICC atribuiu ainda uma Menção Especial ao filme “The Forgotten” (Ucrânia), de Daria Onyschenko.

Na “Competição Avanca”, que reuniu obras produzidas ou coproduzidas na região, foram distinguidas a longa-metragem de Joaquim Pavão “Sonhos” e a curta metragem “murmuratorium – rumos e rumores”, de Luís Margalhau. O filme “Diadema”, de Milana Majar, recebeu uma Menção Especial.

O prémio vídeo foi atribuído a “tx-reverse”, de Martin Reinhart e Virgil Widrich (Áustria), e “The heavy shadow of the crow” (Irão), de Behnam Asadolahi, recebeu uma Menção Honrosa.

O documentário “Wild Portugal” (Alemanha), de Christian Baumeister, venceu o Prémio Televisão, e “Small Fish” (França), de Quentin Lestienne, uma Menção Especial.

A competição de cinema VR 360º premiou “Lost in a forgotten place”, de Mona Kasra (EUA), e atribuiu uma Menção Honrosa a “The rain that is falling now was also falling back then”, de Christian Zipfel (Roménia).

A longa-metragem de ficção “The Prague Orgy”, de Irena Pavlásková (República Checa), arrebatou o Prémio Sénior e o prémio para realizadores até 30 anos, foi atribuído a “A Máscara de Cortiça”, de Tiago Cerveira.

A competição “Trailer in Motion” distinguiu o trailer “OTOS”, de Kevin Moussaoui (Austrália), e o videoclipe “Dolphin – J2000.0”, de Ivan Sosnin (Rússia), tendo sido ainda atribuidas Menções Especiais ao trailer “A Escritora”, de Hugo Pinto, e ao videoclipe “EVOLS”, de Hugo Amaral.

No total, oito júris constituídos por 37 individualidades de oito países atribuíram 18 prémios e 14 menções especiais.

O AVANCA é uma organização do município de Estarreja e do Cine Clube de Avanca, que junta todos os anos, no mês de julho, entre 15 a 20.000 espetadores de cerca de 40 países dos cinco continentes, procurando traçar a perspetiva da produção contemporânea do cinema, da televisão, do vídeo e da multimédia.

O AVANCA é uma organização do Cine-Clube de Avanca e do município de Estarreja com o apoio do Instituto do Cinema e do Audiovisual/Ministério da Cultura, Instituto Português do Desporto e da Juventude, Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro, Junta de Freguesia e Paróquia de Avanca, Agrupamento de Escolas de Estarreja, para além de várias organizações internacionais e entidades locais.

 

Cultura
X