Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

No quadro do 49° Salão de Arte Fotográfica em Sarlat (24), está exposta desde o passado dia 19 de agosto e até ao dia 17 de setembro, a exposição «Trás-os-Montes» de Georges Dussaud.

Georges Dussaud é um apaixonado por Portugal ao ponto de Bragança ter decidido criar o Centro de Fotografia Georges Dussaud, com fotografias doadas pelo fotógrafo francês, «ilustradas» com textos de Miguel Torga.

Nasceu em 1934, em Brou, perto de Chartres e fez a sua primeira exposição em Nantes, em 1978. Vive atualmente na Bretagne.

Efetuou várias viagens a Portugal de onde veio com matéria suficiente para realizar exposições e para editar vários livros, praticamente todos coassinados com a mulher, Christine Dussaud.

Trás-os-Montes e o Douro tem sido fonte de inspiração para o fotógrafo, mas também trabalhou na capital onde tem uma coleção no Arquivo Fotográfico de Lisboa.

A exposição «Trás-os-Montes» está agora patente ao público no Ancien Evêché de Sarlat, entre as 11h00 e as 13h00 e entre as 15h00 e as 19h00.

 

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 3 Votos
6.6
X