Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Todos nos lembramos, em 2018, da tempestade Leslie. Foram muitas as árvores quebradas ou arrancadas pelos ventos no Concelho da Figueira da Foz.

A associação Estrelas do Mar de Nogent-sur-Marne, solidária com a Figueira da Foz mobilizou-se para angariar fundos destinados a apoiar a reflorestação daquele concelho, realizando espetáculos solidários para oferecer à Figueira da Foz uma árvore por cada habitante de Nogent-sur-Marne.

Nogent tem uma geminação com a Nazaré, mas considera a Figueira da Foz como uma “Cidade Amiga”.

O desafio foi atingido.

No domingo passado, dia 12 de maio, mais um desafio foi alcançado por esta mesma associação: a organização de um Festival de folclore com a presença dos grupos folclóricos de Pantin, de La Queue-en-Brie, de Levallois-Perret, de Neuilly Plaisance, de Champs-sur-Marne e, claro, o grupo da casa, de Nogent-sur-Marne.

Os seis grupos, representando várias regiões de Portugal, do norte ao sul, desfilaram e deram a descobrir a muitos, a riqueza do folclore e da cultura popular portuguesa.

A Conselheira Municipal Annie Ferreira esteve presente e representou a Mairie de Nogent-sur-Marne neste evento.

Para terminar – muito mais tarde do que o que estava previsto – vários artistas fizeram uma surpresa ao público presente, cantando e fazendo dançar os presentes. Tudo começou com Carlos Pires, passando depois os artistas Flor, Christophe Malheiro, Inversus e para fechar este momento espetacular, calorosamente descobriram e aplaudiram a voz de Miamar, que com muita emoção cantou o fado “Gente da minha terra”.

A associação Estrelas do Mar prepara já um outro evento para depois das férias, em outubro, e espera assim “continuar por muito tempo este empenho na divulgação e na defesa da cultura popular portuguesa, sensibilizando e contribuindo para ajudar a sua promoção” declarou ao LusoJornal o Presidente Manuel Guardado.

 

LusoJornal Artigos

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 1 Voto
9.5
X