Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.
Donativos LusoJornal

 

O filme “Fátima”, do realizador italiano Marco Pontecorvo, inspirado nos acontecimentos religiosos ocorridos em 1917, vai-se estrear ao mesmo tempo em França e em Portugal, a 07 de outubro, depois de vários adiamentos por causa da Covid-19.

De acordo com a distribuidora Cinemundo, o filme terá estreia em simultâneo também em Espanha e em países da América Latina.

A estreia de “Fátima”, com Harvey Keitel, Sónia Braga – no papel de irmã Lúcia -, Goran Visnjic e Lúcia Moniz no elenco, chegou a estar anunciada para 30 de abril de 2020, foi reagendada para 13 de agosto e agora para outubro.

O filme, que se inspira nas memórias da irmã Lúcia, foi rodado em vários locais portugueses, nomeadamente em Coimbra, Mafra e Fátima, quando o Papa Francisco esteve em Portugal, em 2017, para a canonização dos pastorinhos Jacinta e Francisco Marto.

“Fátima” conta ainda com a participação de Ana Moreira, João Arrais, Joaquim de Almeida, Joana Ribeiro, Marco d’Almeida, Elmano Sancho, Carla Chambel, Simão Cayatte, entre outros. “Acho que o filme vai ser polémico por dois aspetos: pela história verídica e pela aventura contada a partir dos pontos de vistas das crianças, que abrem muitas possibilidades criativas”, afirmou a produtora Rose Ganguzza à Lusa, quando o filme esteve a ser rodado na Tapada de Mafra.

O filme aborda o que “estava a acontecer em Portugal em 1917 para criar o contexto da história e para as pessoas verem como é que crianças que estavam no meio do mato, sem internet, sem redes sociais e sem televisão, conseguiram reunir em Fátima 70 mil pessoas na última aparição para ver o milagre do sol”, disse.

 

Cultura

 

X