Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

O festival de música eletrónica Forte, em Montemor-o-Velho, arranca hoje e estende-se até domingo. O espetáculo de abertura estará a cargo do Mexicano Murcof e do artista visual francês Malo Lacroix, atuando também no Forte o Argentino Jonas Kopp, os Franceses Antigone e Shlømo, ou o Americano a residir na Alemanha Phase Fatale.

O festival volta a trazer “vários géneros da música eletrónica” até Montemor-o-Velho, no distrito de Coimbra, procurando contar uma história ao longo dos quatro dias do evento, dando palco a nomes consagrados e emergentes, disse à agência Lusa o responsável do Forte, Ilídio Chaves.

No palco instalado no Castelo de Montemor-o-Velho vão estar nomes como o Britânico Dave Clarke, apelidado pelo radialista John Peel de “Barão do Techno”, o Espanhol Oscar Mulero, responsável das editoras Warm Up e Pole, ou o trio sueco The Empire Line, “talvez um dos concertos mais aguardados”, salientou o programador.

O Britânico Luke Slater, que atuou em 2018 com o projeto Planetary Assault Systems, a dupla Lotus Eaters, Polar Inertia, Rhys Fulber (Front Line Assembly) e TR-101 (Sleeparchive & DJ Pete) são outros dos nomes de um cartaz que conta ainda com alguns artistas portugueses.

De acordo com Ilídio Chaves, cerca de 80% do público do festival é estrangeiro, tendo registado um “acréscimo” na procura dos bilhetes para a sexta edição do festival.

A maioria do público estrangeiro vem de França, Espanha, Inglaterra, e Itália, mas há também festivaleiros oriundos da Nova Zelândia, Estados Unidos da América ou Japão, disse.

 

Linda de Suza 19/20
Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 1 Voto
10.0
X