Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

A quinta jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões europeus de futebol termina nesta quarta-feira com dois clubes franceses, Paris Saint Germain e Monaco, e um português, o FC Porto, em prova.

O PSG recebe os britânicos do Liverpool no Parc des Princes, na capital francesa, num jogo a contar para o Grupo C. Um jogo decisivo para os Parisienses. Uma derrota ditaria o afastamento do clube francês da liga milionária.

O LusoJornal falou com Daniel Alves, lateral brasileiro do PSG, que acredita no apuramento para os oitavos de final da Liga dos Campeões europeus de futebol.

 

Que antevisão podemos fazer do encontro frente ao Liverpool?

Eu acho que é uma grande oportunidade para poder começar a mudar a história do PSG nesta competição, porque sempre acontece o mesmo. As pessoas sempre esperam e o PSG falha sempre nos momentos que não deve e estamos preparados para que isso não volte a acontecer. Sabemos do grau de dificuldade do jogo, sabemos da importância também. Eu acredito que a palavra equipa, mais do que nunca, tem de estar posta no campo. Assim poderemos lutar contra eles, só assim poderemos alcançar um resultado que nos deixe bastante confiante para a nossa qualificação.

 

O Daniel Alves está preparado para defrontar os Ingleses?

Eu espero poder ajudar de alguma forma. Se não for de princípio, que seja na metade, se não for na metade, que seja cinco minutos, ou o quer que seja. Eu estou aqui para ajudar, estou aqui para fazer os meus colegas melhores do que são, estou aqui para lutar com eles, independentemente do resultado final. É esse espírito que temos de levar sempre para cada jogo. Não é o adversário que você vai defrontar que é o mais importante, é a sua postura dentro do campo. Espero que vamos estar à altura.

 

Neymar tem condições para jogar?

Eu acredito que independentemente de estar a 100% ou não, ele vai querer jogar. Ele sabe que este jogo é importante, e ele sabe também a importância que ele tem dentro da nossa equipa. Quando ele está a equipa é outra. Quando ele está, temos a sensação que coisas vão suceder dentro das quatro linhas. Eu acredito que se ele tiver de fazer um sacrifício, ele fará esse sacrifício, porque ele faz sempre o que for necessário para a equipa. Se ele não estiver a 100%, com 80% é suficiente.

 

Na tabela classificativa os italianos do Nápoles e o Liverpool lideram com 6 pontos, à frente do PSG com cinco e dos sérvios do Estrela Vermelha com quatro.

De notar que no outro encontro do grupo, Nápoles recebe o Estrela Vermelha. Se os italianos vencerem, apuram-se para os oitavos de final da Liga dos Campeões europeus de futebol.

 

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 1 Voto
9.0
X