Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

O Dijon do avançado luso-guineense Mama Baldé recebeu e derrotou o Rennes do defesa lusodescendente Damien da Silva por 2-1 no Estádio Gaston Gérard, num jogo a contar para a 14ª jornada do campeonato francês da primeira divisão de futebol, a Ligue 1.

O Dijon não tem vivido um início de campeonato tranquilo. Os resultados tiveram altos e baixos desde a jornada inaugural. A equipa era capaz do ‘pior’ e do ‘melhor’. Na precedente jornada, os colegas do luso-guineense tinham pedido por 1-0 na deslocação ao terreno do Monaco, no entanto na jornada anterior, na 12ª, tinha vencido em casa por 2-1 o Paris Saint Germain, campeão em título.

Era difícil prever o que esta equipa do Dijon poderia fazer frente ao Rennes que iniciou a época como líder da Ligue 1, tendo também derrotado o PSG por 2-1 na segunda jornada da liga francesa. No entanto desde esse triunfo frente aos Parisienses, a equipa da Bretagne tem tido dificuldades em vencer jogos e tem caído na tabela classificativa, bem longe do primeiro lugar.

A primeira parte foi dominada pelo Dijon, mas a equipa da Bourgogne acabou por bater duas vezes nos ferros e não conseguiu abrir o marcador.

Na segunda parte, e um pouco contra a corrente do jogo, o Stade Rennais abriu o marcador com um tento do avançado brasileiro Raphinha aos 58 minutos de jogo. Uma situação insólita em que o avançado pedia para ser substituído, mas na derradeira aceleração, conseguiu enganar a vigilância dos defesas do Dijon e depois rematar para o fundo da baliza de Alfred Gomis.

A vencer por 0-1, mas sem Raphinha que acabou por sair, o Rennes parecia caminhar para um triunfo. No entanto os colegas de equipa do Lusodescendente e capitão Damien da Silva não vão resistir às ofensivas do Dijon.

Aos 70 minutos, o médio francês Frédéric Sammaritano empatou o encontro, enquanto o avançado Mounir Chouiar apontou o tento do triunfo aos 82 minutos de jogo.

Uma vitória que permite ao Dijon subir para o 17° lugar com 15 pontos, a apenas três pontos do Stade Rennais que ocupa a 11ª posição.

Na próxima jornada o Dijon do luso-guineense Mama Baldé e do avançado caboverdiano Júlio Tavares desloca-se ao terreno do Lille a 30 de novembro, enquanto o Rennes do central franco-português Damien da Silva e do médio franco-angolano Eduardo Camavinga recebe o Saint Etienne a 1 de dezembro.

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 0 Votos
0.0
X