Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

O Campeão em título FC Porto reforçou a liderança da Liga portuguesa de futebol da primeira divisão, ao receber e bater o Portimonense por 4-1, depois de estar a perder, no encontro de abertura da 12.ª jornada.

O Franco-maliano Moussa Marega, aos 23 e 64 minutos, o Brasileiro Soares, aos 57, e o Franco-argelino Yacine Brahimi (na esquerda na foto), aos 59, apontaram os tentos dos ‘azuis e brancos’, depois de o também Brasileiro Vítor Tormena colocar os algarvios na frente, aos nove minutos de jogo.

De notar que Moussa Marega, nascido na cidade de Les Ulis, na Região parisiense, já apontou cinco golos na Liga portuguesa, enquanto Yacine Brahimi, nascido em Paris, marcou três golos no Campeonato versão 2018/2019.

No fim do encontro, após o triunfo do FC Porto frente ao Portimonense por 4-1, Sérgio Conceição, Treinador portista que já passou pelo FC Nantes, em França, estava satisfeito com a exibição da sua equipa, sobretudo na segunda parte.

“Nós sabíamos que iria ser um jogo difícil frente a uma equipa que se torna mais perigosa quando joga contra os grandes. Eles exploraram as transições e apostaram em ataques rápidos. Nós estávamos precavidos para isso e conheço quem trabalha do outro lado, pelo que contava que ele iria preparar a equipa desta forma. Sabia que ia ser complicado, porque têm bastante qualidade individual e com Folha no comando são bem organizados. As dificuldades foram por mérito do Portimonense, mas também devido à nossa passividade nos primeiros 45 minuto, mas na segunda parte pedi que mudassem a atitude e estiveram mais perto daquilo que quero”, concluiu o Técnico luso.

Quanto a António Folha, Treinador do Portimonense, estava satisfeito com a primeira parte, apesar da derrota. “Fizemos uma grande primeira parte e criámos muitas oportunidades. O FC Porto melhorou, ainda tivemos a possibilidade de fazer o 3-2, mas com o quarto golo do FC Porto tudo ficou mais difícil. Há mais FC Porto a partir de dado momento, mas também fomos menos capazes e perdemos mais bolas em transição. Ficámos, por isso, mais expostos e sofremos golos. Eu sou romântico, muito romântico, mas, se viram a primeira parte, parece-me que fomos pragmáticos também. Na segunda parte, o FC Porto reentrou forte. O Herrera também entrou bem e nós fomos menos competentes e perdemos o jogo”, admitiu o Técnico português.

Na classificação, o FC Porto, que somou o 11º triunfo consecutivo em todas as competições, passou a somar 30 pontos, contra 25 do Sporting, 24 do Sporting de Braga e 23 do Benfica, que ainda não atuaram na ronda 12.

 

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 2 Votos
9.7
X