Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

O Lille, clube que conta com quatro portugueses e um internacional moçambicano, recebe esta noite o Metz num jogo a contar para a 13ª jornada do campeonato da primeira divisão de futebol, a Ligue 1.

Após uma derrota por 2-1 em Marseille, o Lille tem de reagir em casa para continuar nos lugares cimeiros que dão acesso às competições europeias.

Os ‘Dogues’ contam com quatro jogadores portugueses – José Fonte, Xeka, Renato Sanches e Tiago Djaló -, bem como um internacional moçambicano Reinildo (na foto).

O LusoJornal falou com o defesa esquerdo moçambicano, Reinildo, que chegou ao Lille proveniente do Belenenses SAD. O atleta admitiu que a equipa tem de mudar o rumo dos acontecimentos.

Como está a equipa após a derrota perante o Marseille?

Estamos bem, mas uma derrota é sempre uma derrota, abala sempre o grupo. O importante agora é o grupo estar mais coeso, estar mais junto, estar preparado para dar a volta por cima. Vamos apanhar muitas adversidades, mas temos de estar preparados para tudo o que der e vier para sair com os três pontos.

O que podemos dizer da derrota frente ao Marseille?

Foi uma derrota amarga num campo difícil. Entrámos meio apáticos no encontro. Não conseguimos controlar o jogo e o adversário, a jogar em casa, estava com a força anímica dos seus adeptos. É sempre complicado nesse tipo de situação. No entanto conseguimos ir para o intervalo empatados. Sofremos um golo que nasceu de uma falta que não existiu, mas o futebol é assim e são esses pequenos pormenores que fazem a diferença. Agora é trabalhar e olhar para a frente.

Como se sentiu nesse jogo?

Eu sou um jogador que gosta de atacar, que gosta de defender, que gosta simplesmente de ajudar a equipa, e acho que é o que tenho feito. Frente ao Marseille, o jogo não correu bem à equipa, mas temos de levantar a cabeça.

 

Linda de Suza 19/20
Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 1 Voto
9.3
X