Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

O Campeonato da primeira divisão francesa de futebol, a Ligue 1, conta com dois Treinadores portugueses, Leonardo Jardim no Monaco e Miguel Cardoso no Nantes. Este último conta com seis jogadores brasileiros, inclusive Lucas Evangelista, médio que passou por Portugal.

O LusoJornal falou com o médio de 23 anos que vestiu a camisola do Estoril. Neste momento, com o Nantes, os resultados não têm sido os desejados visto que a equipa do Oeste da França ocupa o 18° lugar com apenas cinco pontos, isto após a derrota no passado fim de semana na deslocação ao terreno do Lille por 2-1.

 

A situação da equipa é complicada?

Tem sido complicado este início de Campeonato é verdade, e os resultados não estão a aparecer. Não eram aqueles que esperávamos. Mas no futebol como na vida, não podemos desanimar, não podemos baixar a cabeça. Temos de trabalhar mais, é apenas assim que os resultados vão aparecer.

 

Frente ao Lille foi uma derrota por 2-1…

Foi um jogo muito difícil, muito fechado. Eles também tiveram felicidade no começo do jogo com um golo. Acho que facilitou para eles. Do nosso lado, acho que as entradas no decorrer do encontro trouxeram algo mais à equipa, e mostra que a nossa equipa é forte. Agora é pensar positivo para o próximo encontro. Temos de corrigir os erros que foram cometidos nesse encontro.

 

Como tem sido a sua adaptação?

Eu acho que é um futebol mais competitivo, estou ainda a adaptar-me, o estilo de jogo é diferente. A equipa técnica e os meus amigos dão-me muitos conselhos e muito apoio. Pouco a pouco vou estar a 100% aqui.

 

A experiência no Estoril, no futebol português, foi benéfica para si?

Aprendi muito no Estoril. A temporada no Estoril foi muito boa, já fazia algum tempo que não jogava e foi uma oportunidade jogar no Estoril, não pensei duas vezes. Tive uma boa sequência lá, foi uma boa experiência. Foi o que me permitiu de vir para aqui, para o Nantes.

 

No entanto no Estoril não foi um final feliz visto que o clube desceu à segunda divisão…

Foi muito infeliz, senti muito essa descida de divisão. Mas é uma equipa que vou levar para sempre no meu coração.

 

Nesta terça-feira, o Nantes vai receber o Nice, a 25 de setembro e um triunfo parece imprescindível para sair desta situação complicada.

 

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 2 Votos
9.7
X