Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

A Seleção portuguesa de futebol venceu por 1-3 na deslocação à Escócia, num jogo amigável durante o qual o Selecionador Fernando Santos fez várias mudanças em relação ao triunfo frente à Polónia (2-3) na passada quinta-feira, 11 de outubro.

O jogo frente à Escócia era sobretudo mais um teste para os Portugueses, para ver outras opções que podem ser úteis à Seleção nacional de futebol.

No onze inicial, de notar que o lateral esquerdo lusodescendente Kevin Rodrigues esteve presente, realizando assim o seu segundo jogo com a camisola das Quinas, e também podíamos contar com vários regressos como o avançado Eder, herói do Euro-2016, ou ainda estreantes como o avançado Hélder Costa, que atua no Wolverhampton na Inglaterra mas que já passou pelo Monaco.

Portugal, com tantas mudanças, tinha algumas dificuldades em encontrar o seu ritmo na primeira parte, mas mesmo antes do intervalo, foi um dos estreantes que se mostrou ao Selecionador Fernando Santos, Hélder Costa. Aos 44 minutos, numa ação vinda do lado esquerdo, foi o lusodescendente Kevin Rodrigues que cruzou para a área onde se encontrava Hélder Costa que apenas teve de empurrar para o fundo da baliza do guarda-redes escocês, Craig Gordon.

A Seleção das Quinas nem dominava, mas conseguia ser mais incisiva. A segunda parte começou no mesmo ritmo com os Escoceses a terem a posse da bola, mas com Portugal a criar as melhores ocasiões de golo.

Aos 57 minutos foi o momento em que o central português do Montpellier, Pedro Mendes, entrou em jogo, substituindo Rúben Dias. Foi a estreia para Pedro Mendes com a camisola da Seleção portuguesa.

E até deu sorte a Portugal visto que aos 73 minutos houve um segundo tento. Num livre de Renato Sanches, com a bola a pingar na área, foi o avançado Eder, herói do Euro-2016, que cabeceou para o fundo da baliza. Eder não tinha marcado com a camisola portuguesa desde o golo apontado na final do Campeonato da Europa de futebol, no triunfo por 1-0 frente à França no Stade de France após prolongamento.

A vencer por 0-2 na Escócia, Portugal tinha o jogo controlado. Esta equipa ‘teste’ de Fernando Santos tem talento e soube mostrar esse talento até ao último minuto. O avançado luso Bruma, numa ação individual, conseguiu ultrapassar a defesa escocesa e marcar o terceiro golo deste encontro.

De notar que nos últimos segundos do jogo, os Escoceses apontaram o tento de honra pelo avançado Steven Naismith (90+3 min).

O resultado fixou-se em 1-3 para os Portugueses, num encontro amigável em que Fernando Santos fez vários testes e até conseguiu estrear o terceiro guarda-redes, Cláudio Ramos, que atua no Tondela, e que substituiu Beto. Rui Patrício tinha sido dispensado da Seleção visto que o jogo não era oficial e que o Selecionador precisava de testar ‘novos’ jogadores.

 

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 2 Votos
8.9
X