Gabinete de Apoio ao Emigrante em Montalegre vai passar a ter mais valências

A Câmara Municipal de Montalegre anunciou esta semana que vai assinar um Protocolo, “em data a designar”, para passar o Gabinete de Apoio ao Emigrante (GAE) a um Gabinete de segunda geração. O Protocolo vai ser assinado em fevereiro, na presença da Secretária de Estado das Comunidades Portuguesas, Berta Nunes.

“O município de Montalegre está empenhado em atrair, apoiar e facilitar o micro e pequeno investimento, com origem nas Comunidades portuguesas e lusodescendentes e, ainda, acompanhar projetos em curso ou, em perspetiva, estimular e orientar as iniciativas de internacionalização de empresas de base regional sediadas em Barroso” diz uma nota enviada às redações.

O Gabinete de Apoio ao Emigrante (GAE) de Montalegre será objeto de introdução de novas valências, “estimulando a vocação para a abordagem empresarial e económica”.

Este Gabinete de Apoio ao Emigrante, designado de 2ª geração, atuará em estreita articulação com o Gabinete de Apoio ao Investidor da Diáspora (GAID). “Esta estrutura funciona em coordenação com a rede diplomática e consular, assumindo a qualidade de eixo funcional e interativo entre os agentes económicos e representativos do associativismo empresarial da Diáspora, o tecido empresarial nacional e as entidades e os organismos do Estado que, em função da matéria e tutelas, se integram neste ciclo de intervenção” diz a nota da autarquia. “No mesmo sentido, opera em rede com um número crescente de municípios nas vertentes do empreendedorismo e da promoção das potencialidades económicas locais e do desenvolvimento regional”.

 

Comunidade