Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.
Cultura

 

A Galeria Mendes, reconhecida pela promoção de artistas portugueses junto do público e mercados de arte do centro europeu inaugura esta terça-feira, dia 12 de abril, pelas 17h00, a exposição “L’Abstraction du Détail”, do pintor português José Loureiro.

Patente até ao dia 14 de maio, esta que é a mostra mais abrangente do artista em França, integra a Temporada França Portugal 2022 e resulta numa viagem retrospetiva em torno da sua visão, numa seleção de mais de 30 obras, entre óleos sobre tela ou em papel, dos formatos pequenos aos mais monumentais, que permitem conhecer e compreender melhor a mensagem do artista e permitir que também o público francês desfrute e conheça um dos melhores pintores contemporâneos portugueses.

Dividida em dois núcleos, a exposição questiona a obra de José Loureiro entre 2000 e 2018, sobretudo o seu trabalho em torno da linha e capacidade de dominar a cor. O segundo núcleo é dedicado ao seu singular fotometeoro colorido que originou a sua série mais recente, “A Vocação dos Ácaros”.

A mostra do pintor português está patente ao público nos dois espaços da Galeria Mendes, uma das mais reputadas galerias francesas – localizada no coração do “Triangle d’or”, na margem direita de Paris, onde a pintura francesa e italiana do século XVI ao XIX pontuam.

As Galeries Mendes são propriedade do lusodescendente Philippe Mendes – “o mais português dos galeristas franceses” – que luta há anos para promover a arte portuguesa em França, pela força da sua dupla cultura e das ligações privilegiadas que mantém com instituições culturais de ambos os países.

Filho de pais portugueses, estudou Direito na Sorbonne e História da Arte na prestigiada École du Louvre e estagiou no Museu do Vaticano, em Roma e também no Louvre, onde regressou para fazer parte do seu departamento científico e ensinar História da Pintura Italiana.

Para 2022, o galerista elaborou um programa ambicioso. Para além desta exposição de José Loureiro, apresentando arte contemporânea portuguesa, em junho seguir-se-á outra exposição, dedicada à corrente maneirista portuguesa do século XVI.

José Loureiro nasceu em 1961, em Mangualde, mas vive e trabalha em Lisboa. Frequentou o curso de Pintura na ESBAL. Tem realizado várias exposições individuais e coletivas em instituições privadas e públicas, em Portugal e no estrangeiro, desde 1987, ano em que participou em várias exposições coletivas. As suas primeiras exposições individuais aconteceram em 1988: “José se quiseres come as sardinhas todas”, Galeria Ether, Lisboa, e “Lumaréu”, Galeria Diferença, Lisboa.

 

Galerie Mendes

36-45 rue de Ponthièvre

75008 Paris

 

Donativos LusoJornal
X