Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Gard: Centro Português de Saint Gilles comemorou Páscoa com muita música

LusoJornal / Tony Inácio LusoJornal / Tony Inácio LusoJornal / Tony Inácio LusoJornal / Tony Inácio LusoJornal / Tony Inácio LusoJornal / Tony Inácio LusoJornal / Tony Inácio LusoJornal / Tony Inácio LusoJornal / Tony Inácio

O Centro Português de Saint Gilles festejou a Páscoa no domingo passado, à tarde, na Sala Polivalente daquela cidade do Gard.

A partir das 11h00 a sala foi enchendo para o almoço. Estava bom tempo na região, e não muito longe dali, decorria a Féria de Arles que atrai sempre muita gente. Por isso, o Presidente Carlos Brás estava surpreendido por ter tido tanta gente a reservar para o almoço de Páscoa. Certamente muito contou a reputação dos pratos que o Centro Português costuma servir. Na região fala-se muito nas costeletas enormes, por vezes com mais de 300 gramas, grelhadas na braza.

Depois do almoço começou a animação musical. O baile foi aberto pelo organista Luís Fonseca, que «aqueceu» o ambiente, seguindo-se depois a jovem cantora Morgane Freitas, já conhecida na região e que mais uma vez mostrou uma bela voz de jovem adolescente que deixa prever um futuro rinhonho no mundo da canção.

Finalmente subiu ao palco a cantora Joana, que veio de Portugal com as suas bailarinas, propositadamente para esta festa. Joana regalou o público, sobretudo com temas como «A minha febra é boa», «Ó Zé mete o pau», entre muitas outras do seu vasto reportório.

A festa terminou tarde, com as famosas desgarradas cantadas por Pedro Cachadinha e Henrique de Linhoso, também eles vindos de Portugal para este evento.

 

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 2 Votos
9.9
X