Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

17 caixas de champanhe francês, da marca Veuve Clicquot, foram desviadas no aeroporto de Lisboa por dois funcionários de uma empresa de catering.

As garrafas de champanhe eram de uso exclusivo nos aviões da companhia aérea portuguesa, TAP. Aliás foi a companhia aérea que alertou a policia após o desaparecimento de várias caixas ter sido notado.

Os dois funcionários, dois homens de 40 e 57 anos, trabalhavam no armazém no interior do aeroporto. Todos os dias desviavam apenas uma ou duas caixas de garrafas, que colocavam na bagageira do carro que estacionado à porta durante o serviço. Nunca foram revistados quando iam embora.

Os dois suspeitos vendiam as garrafas na internet, aliás foi por causa disso que foram apanhados. De notar que as garrafas eram vendidas abaixo do preço de mercado, sabendo que cada garrafa custa pelo menos 40 euros nas lojas.

A polícia recuperou, no total, 168 garrafas avaliadas em 6571 euros, contabilizando garrafas de champanhe francês e também de Vinho do Porto.

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 3 Votos
6.2
X