Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

O investigador Gilberto Igrejas, de Vila Real, foi designado pelo Governo para um mandato de cinco anos como Presidente do Instituto dos Vinhos do Douro e do Porto (IVDP), sucedendo a Manuel Cabral, no cargo há sete anos.

Publicado na semana passada no Diário da República (DR), o despacho do Secretário de Estado da Agricultura e Alimentação surge “na sequência de um procedimento concursal”, produz efeitos desde quarta-feira e designa Gilberto Paulo Peixoto Igrejas, nascido em Vila Real em 1971, “para exercer, com um mandato de cinco anos, o cargo de Presidente do Conselho diretivo do IVDP”.

Segundo a nota curricular publicada no DR, Gilberto Igrejas é investigador-responsável de vários programas de cooperação científica e técnica, entre Portugal e Espanha e Portugal e França.

O novo presidente do IVDP é licenciado em Biologia-Geologia (1993), mestre em Recursos Genéticos e Melhoramento de Espécies Agrícolas e Florestais (1997) e doutorado em Genética e Biotecnologia (2001) pela UTAD.

Entre 1995 e 2002 desenvolveu trabalho de investigação no Institut National de la Recherche Agronomique (Clermont-Ferrand), em França.

É professor-associado com Agregação na UTAD, desde 2012.

 

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 4 Votos
7.2
X