Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Sexta-feira, dia 30 de novembro, às 20h30, a fadista Gisela João dará um concerto no Centre Culturel des Carmes, em Langon (32).

Gisela João é considerada como a nova referência do fado em Portugal. A nível internacional, segundo a organização, a fadista “ressuscita a vibração intensa e melancólica deste género musical emblemático”.

No seu último álbum “Nua”, Gisela João presta homenagem aos seus maiores ídolos musicais como Amália Rodrigues, Beatriz da Conceição, Argentina Santos, Chavela Vargas e Cartola. E coloca em música as palavras de poetisas contemporâneas como a rapper Capicua e a poetisa Ana Sofia Paiva.

Gisela João será acompanhada, em palco, por Bernardo Romão na guitarra portuguesa, por Nelson Aleixo na guitarra fado e por Francisco Gaspar na guitarra baixo acústica.

Gisela João nasceu em 1983 e cresceu em Barcelos, tendo vivido depois seis anos no Porto. É a mais velha de sete irmãos, de uma família ligada à indústria têxtil e teve, ainda criança, o contacto inicial com o Fado através da rádio e começou desde aí a cantá-lo. Primeiro para a família, seguindo-se os amigos e vizinhos e até que por fim se inscreveu em concursos locais.

Tinha vontade de fazer estudos de design de moda, mudou-se para o Porto e acabou por ir parar ao circuito das noites de fado da Invicta, a cantar numa casa de Fados da Ribeira. Finalmente o canto impôs-se e foi para Lisboa.

Viveu sozinha numa pequena casa na Mouraria. Foi conquistando as casas de fado até encher salas de concerto. O seu primeiro álbum “Gisela João” foi gravado em fevereiro de 2013 no palácio Marquês de Pombal. Este álbum homónimo obteve um grande sucesso, pois em somente duas semanas após a saída do álbum este chegou ao primeiro lugar dos tops de vendas em Portugal.

Gisela João obteve os galardões de Ouro e Platina conquistados pelo seu disco de estreia, juntamente com o Prémio Revelação na VIII Gala dos Prémios Amália, o Prémio de Mulher do Ano 2015 na Gala GQ Men Of The Year Awards 2015 e o Globo de Ouro para Melhor Intérprete Individual, prémio que lhe foi remetido na XIX Gala dos Globos de Ouro.

O Centre Culturel des Carmes, onde terá lugar o concerto, situa-se num edifício histórico, tendo sido inicialmente um convento, depois uma escola e agora um centro cultural que faz parte do serviço da municipalidade desde 1977. A sala de espetáculos começou, quanto a ela, a ser construída em 1998 e foi inaugurada em 2000. A sala comporta 460 lugares em configuração clássica e 794 em configuração concerto.

 

Centre Culturel des Carmes

8 place des Carmes Langon

32210 Langon

 

 

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 1 Voto
9.3
X