Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

O Governo português ordenou ontem a retirada de uma campanha publicitária do Aeroporto de Faro publicada nas redes sociais que promovia um destino francês e convidava os destinatários a “fugir da confusão” do Algarve para passar férias em Marseille.

“O Governo, assim que tomou conhecimento da situação (…), pediu explicações à ANA e pediu de imediato que fossem tomadas medidas para retirar uma publicação que é contrária aos interesses do país, dos Portugueses e da economia nacional”, lê-se numa nota do Ministério das Infraestruturas e da Habitação.

Segundo aquele Ministério, tutelado por Pedro Nuno Santos, a ANA “já promoveu uma averiguação sobre o que se passou e retirou de imediato a ligação em causa”, depois de Deputados do PS e do PSD terem denunciado a campanha, que promovia a cidade francesa de Marseille e apelava a “fugir da confusão algarvia e descansar em França”.

Entretanto, o Presidente do Turismo do Algarve, João Fernandes, também condenou “veementemente” o conteúdo da campanha, por “atentar contra a imagem do principal destino turístico nacional”.

Lamentando o sucedido, aquele responsável manifestou, no entanto, “a sua confiança no Aeroporto de Faro enquanto um dos principais parceiros empenhados no sucesso da operação turística no Algarve”.

Afinal, a agência de comunicação Brandworkers assumiu “total responsabilidade” pela publicação da campanha publicitária. “A Brandworkers lamenta profundamente o impacto negativo causado pela publicação referida, recusada previamente pelo Aeroporto de Faro”, lê-se num comunicado enviado pela agência.

Na nota, a agência de comunicação e publicidade, que dava apoio à gestão das redes sociais do Aeroporto de Faro, assume ainda “a total responsabilidade por esta falha”.

 

LusoJornal Artigos

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 3 Votos
8.9
X