Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Hérault: Folclore português no «Escale à Sète 2018»

LusoJornal / Tony Inácio LusoJornal / Tony Inácio LusoJornal / Tony Inácio LusoJornal / Tony Inácio LusoJornal / Tony Inácio LusoJornal / Tony Inácio LusoJornal / Tony Inácio LusoJornal / Tony Inácio LusoJornal / Tony Inácio LusoJornal / Tony Inácio LusoJornal / Tony Inácio LusoJornal / Tony Inácio LusoJornal / Tony Inácio

A Festa das tradições marítimas da cidade de Sète, «Escale à Sète 2018», no departamento do Hérault, teve lugar, este ano, entre os dias 27 de março e 2 de abril.

Esta festa marítima é organizada todos os dois anos e costuma juntar os mais bonitos barcos do mundo. Há dois anos participou o veleiro Santa Maria Manuela, mas este ano não participou nenhuma embarcação portuguesa.

Porém, Portugal esteve representado com a participação especial da Associação franco-portuguesa do Hérault (AFPH) com o Rancho Tradições do Minho, convidado pela organização.

Durante toda a semana, o grupo folclórico português dançou todas as noites para marinheiros e visitantes, tanto nas ruas da cidade como nos salões e até nos próprios barcos que participaram na «Escale».

No sábado passado, dia 31 de março, o grupo folclórico Tradições do Minho foi acompanhado pelo grupo de bombos «Os Peixinhos».

Durante a «Escale à Sète», a cidade acolheu cerca de 300.000 forasteiros, uma grande parte deles deslocam-se para visitarem propositadamente as embarcações participantes. Este ano estavam atracados na cidade, por exemplo, o Kruzenshtern, o Dundee Mutin, o Hermione, a Grâce, o Shtandart, o Ël Galeon e o Santa Eulália.

 

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 1 Voto
9.6
X