Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.
Empresas

 

A Lifento, gestora francesa de fundos imobiliários de saúde, anunciou ontem a aquisição do Hospital Particular de Almada (HPA), que tinha sido vendido, em agosto, pelo grupo Jocolgest à uma ‘joint venture’ da Atena Equity Partners e 3T Portugal.

“A Lifento, uma empresa de gestão imobiliária de saúde, anuncia que concluiu a aquisição de um hospital privado em Almada, Portugal”, lê-se num comunicado enviado pelo fundo francês, que não divulgou o valor da transação.

Além da renovação do edifício, a Lifento pretende também duplicar a área atual do hospital, para 12.000 metros quadrados (m2), tendo em conta “o forte crescimento da população no território”, apontou.

“Este desenvolvimento permitirá ao HPA afirmar-se como um ‘player’ de referência no mercado lisboeta de oferta de cuidados de saúde, com a implantação de novas unidades atualmente indisponíveis no território e também o desenvolvimento de centros de excelência em cirurgia obstétrica”, afirmou a Lifento.

Em agosto, foi anunciada a venda do HPA pelo grupo Jocolgest a uma ‘joint venture’ constituída pela Atena Equity Partners e pela 3T Portugal, também sem revelar o montante envolvido na operação.

De acordo com informação disponível na página da internet da Atena, tratava-se “do primeiro investimento desta parceria entre os dois fundos, que nasceu de olhos postos no setor da saúde”.

Num comunicado, as duas empresas compradoras adiantaram que o “projeto” para o HPA seria “liderado por uma equipa executiva sénior de gestores e empreendedores na área da saúde privada”, que incluía Eduardo Moniz, ‘partner’ na 3T Portugal e antigo presidente executivo (CEO) da British Hospital, e por Luís Campanha, ex-administrador da Affidea.

Donativos LusoJornal
X