Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.
Donativos LusoJornal

 

Um violento incêndio destruiu na noite de terça para quarta-feira, o edifício do DataCenter da OVHCloud em Strasbourg, onde estava alojado o site internet do LusoJornal. Tal como aconteceu para milhares de empresas em França, também o site internet do LusoJornal esteve “apagado” durante dois dias e a redação não recebeu nem enviou mails durante esse período.

O LusoJornal já reativou o site internet e restabeleceu os correios eletrónicos, mas muitas empresas e instituições estavam esta manhã sem possibilidade de reativar os seus sites e com a perspetiva de terem perdido tudo neste incêndio.

Esta manhã, o Centre Georges Pompidou, a plataforma pública de dados data.gouv.fr assim como os sites de várias autarquias francesas ainda estavam inativos e por exemplo a plataforma de jogos Facepunch, editor de Rust, já anunciava a perda definitiva de todos os seus dados.

“O impacto no LusoJornal foi grande porque ficámos sem site internet durante dois dias, causando o transtorno que se pode imaginar nos mais de 160 mil leitores habituais do LusoJornal” explica Carlos Pereira, Diretor do jornal. “Mas para além de todas as precauções que temos contra possíveis ‘ataques’ exteriores, temos também feito cópias semanais do site, pelo que foi possível voltar a ativar o LusoJornal, mesmo se termos ainda qualquer resposta da OVHCloud”.

“Temos ainda alguns artigos a inserir durante a noite e amanhã de manhã tudo entrará na normalidade” explica Carlos Pereira.

 

Empresas
X