Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Jean-Yves Le Drian diz que “a relação entre Portugal e a França é de uma qualidade excecional”

Lusa / José Sena Goulão Lusa / José Sena Goulão

Jean-Yves Le Drian passou as férias de verão em Portugal, mas o Ministro francês dos negócios estrangeiros esteve ontem em Lisboa onde reuniu com o seu homólogo português, Augusto Santos Silva, numa reunião de trabalho “que testemunha da excelência das relações bilaterais entre Portugal e a França, mas também da convergência da posição dos dois países no que diz respeito à União Europeia e ao futuro da União Europeia, assim como do Mediterrâneo” explicou Augusto Santos Silva no final da reunião e durante uma conferência de imprensa. “Trocámos informações muito úteis sobre as relações internacionais que dizem respeito aos dois países, nomeadamente a nossa relação com a África, com a margem sul do Mediterrâneo e com o Reino Unido, claro”.

Esta reunião entre os dois Ministros esteve inicialmente agendada para maio, mas teve de ser adiada por causa da pandemia de Covid-19. Foi um encontro de trabalho que Jean-Yves Le Drian considerou como “muito positivo” até porque considerou que “a relação entre Portugal e a França é de uma qualidade excecional. Temos uma relação de amizade e de confiança, que também é pessoal” disse o Ministro francês aos jornalistas. “Esta relação alimenta-se de história e de cultura, mas também dos cerca de 30.000 Franceses que moram em Portugal e da imensa contribuição do povo português – cerca de 2 milhões de Portugueses que residem em França – para o desenvolvimento do meu país”.

Jean-Yves Le Drian destacou a presença cruzada de Portugal na organização da Francofonia e da França na CPLP e os dois Ministros trabalharam também no calendário da Temporada Cruzada entre a França e Portugal, no quadro da Presidência da União Europeia. Portugal vai presidir a União Europeia no primeiro semestre de 2021 e a França no primeiro semestre de 2022.

“Eu devo dizer que nós temos convergências significativas sobre os temas prioritários das nossas Presidências e sobre a forma de as abordar” disse Jean-Yves Le Drian, dando como exemplo a reindustrialização da Europa, a transição ecológica, a sobraria numérica, a relação entre a União Europeia e a África. “Temos uma história comum com a África e é nosso dever contribuirmos para o desenvolvimento deste continente, privilegiando aquilo que é a segurança no continente africano e particularmente no golfo da Guiné”.

Outros centros de interesse convergentes foram “o Brexit, a situação no Mediterrâneo, o processo de paz na Líbia, a apreciação que nós fazemos da situação na Bielorrússia” diz Le Drian. “E também as relações da União Europeia com a parte sul do Mediterrâneo, e em particular com a Turquia, cujos comportamentos agressivos ambos os países lamentam” acrescentou Augusto Santos Silva.

Augusto Santos Silva lembrou também as relações económicas entre Portugal e a França. “Recordo que a França é o nosso segundo cliente para as exportações dos nossos bens e o nosso terceiro fornecedor. Estabelecemos que colaboraremos muito intensamente no quadro dos planos de recuperação e de resiliência que os nossos dois países vão apresentar, para que esses planos integrem também o desenvolvimento de relações industriais e económicas entre Portugal e a França”.

 

Comunidade
X