Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

O Benfica venceu pela oitava vez a Supertaça portuguesa de futebol, ao golear o Sporting por 5-0 no Estádio Algarve, conquistando o troféu inaugural na época 2019/20. O Francês Jérémy Mathieu acabou por errar na defesa do Sporting CP, oferecendo o segundo golo ao Benfica.

Os golos de Rafa, aos 40 minutos, Pizzi, aos 60 e 75, Grimaldo, aos 64, e Chiquinho, aos 90, permitiram à equipa treinada por Bruno Lage alcançar o triunfo mais volumoso sobre o rival lisboeta em 33 anos (reeditando o 5-0 de 1986) e igualar o número de títulos do Sporting, que terminou reduzido a 10 jogadores, devido à expulsão de Doumbia, aos 89.

O Benfica equilibrou também o histórico de confrontos com o Sporting em jogos da Supertaça, com dois triunfos para cada lado (as ‘águias’ impuseram-se em 1980 e 2019 e os ‘leões’ em 1987 e 2015), numa prova dominada pelo FC Porto, com 21 troféus, mais do que todas os outros vencedores juntos.

De notar que o defesa-central francês do Sporting CP, Jérémy Mathieu, quando a equipa estava apenas a perder por 1-0, acabou por errar, perdendo a bola à entrada da área sportinguista. Rafa recuperou a bola, deu a bola a Pizzi que apontou o segundo tento. Foi esse segundo tento que acabou por perturbar a equipa leonino que sofreu mais dois golos em 10 minutos, levando a esta goleada. Abdoulaye Diaby, médio franco-maliano, entrou durante a segunda parte do lado do Sporting CP mas não conseguiu mudar o rumo dos acontecimentos.

Jogo no Estádio Algarve, em Faro.

Benfica 5-0 Sporting

Ao intervalo: 1-0.

Marcadores:

1-0, Rafa, 40 minutos.

2-0, Pizzi, 60.

3-0, Grimaldo, 64.

4-0, Pizzi, 75.

5-0, Chiquinho, 90.

Equipas:

Benfica: Vlachodimos, Nuno Tavares, Rúben Dias, Ferro, Grimaldo, Florentino, Gabriel (Chiquinho, 82), Pizzi (Taarabt, 82), Rafa, Seferovic e Raul de Tomas (Jota, 87).

(Suplentes: Zlobin, Ebuehi, Jardel, Taarabt, Chiquinho, Jota e Carlos Vinicius.)

Treinador: Bruno Lage.

Sporting: Renan Ribeiro, Thierry Correia, Neto, Coates (Diaby, 66), Mathieu, Acuña (Borja, 84), Doumbia, Wendel, Raphinha, Bruno Fernandes e Bas Dost (Luiz Phellype, 66).

(Suplentes: Luís Maximiano, Tiago Ilori, Borja, Eduardo, Vietto, Diaby e Luiz Phellype).

Treinador: Marcel Keizer.

Assistência: 28.636 espetadores.

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 1 Voto
8.8
X