Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Carlos Vinhas Pereira, Presidente da Câmara de Comércio e Indústria Franco-Portuguesa (CCIFP) e Diretor Geral da companhia de Seguros Fidelidade, começou por exprimir a sua satisfação com a confirmação dos Jogos Olímpicos decorrerem em França em 2024.

«Trata-se de um evento universal de grande envergadura que só pode economicamente ser positivo para Paris como para a França. E como se trata de um evento desportivo naturalmente agrada a muita gente e motiva os Franceses».

Que seja em termos da preparação do evento ou aquando dos JO, Paris e a França vão atrair durante vários dias todos os olhares do mundo inteiro.

E enquanto cidadão francês, Carlos Vinhas Pereira, sabe que para o mundo dos negócios é uma oportunidade excelente. «Vai haver numerosas construções, sabemos que várias empresas portuguesas vão estar envolvidas ao evento», apontou. O Diretor Geral da Fidelidade recordou que a sua empresa havia assinado o contrato de anulação aquando dos JO de Turim em 2006 e espera agora poder aproximar-se novamente da organização, para ver de que forma poderão trabalhar juntos.

«Prezo bastante o futebol e o atletismo, e espero que desta vez tenha a oportunidade de assistir ao vivo aos Jogos Olímpicos».

Em cada organização, várias novas modalidades desportivas podem ser introduzidas, se Carlos Vinhas Pereira pudesse escolher, «seria certamente o futsal, que lhe permitiria ter mais impulso em certos países, o que não é o caso atualmente», concluiu.

 

 

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 5 Votos
6.6
X