Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.
Donativos LusoJornal

 

Anri Egutidze conquistou a Medalha de Bronze no segundo e último dia do Grand Slam de Paris 2021 que terminou este domingo, 17 de outubro, após dois dias de combates entre os melhores judocas do mundo.

A competição, uma das mais emblemáticas do circuito mundial, reuniu 281 atletas (117 femininas e 164 masculinos) em representação de 45 países, entre os quais 9 judocas portugueses, que somaram 2 medalhas e 2 dois quintos lugares ao longo dos dois dias.

O último dia da prova contou com a presença dos judocas das categorias -70 kg, -78 kg, e +78 kg femininas e -81 kg, -90 kg, -100 kg e +100 kg masculinas, com 2 judocas portugueses em ação:

Na categoria -90 kg, Anri Egutidze (que também se estreou numa nova categoria no circuito mundial, transitando dos -81 kg para os -90 kg) eliminou o francês Francis Damier (Campeão europeu de juniores em 2020), com um ‘ippon’ no período de ‘ponto de ouro’, após um combate equilibrado.

Na segunda ronda, superou o 12º do ranking mundial, Altanbagana Gantulga, conseguindo projetar o mongol para ‘wazari’ a um minuto do fim do combate e segurando a vantagem.

Nos quartos-de-final, encontrou o austríaco Wachid Borchashvili (68º), com quem começou a perder por ‘wazari’, mas conseguiu igualar o marcador a poucos segundos do fim. Aos 25 segundos do ‘golden score’, o português alcançou o segundo ‘wazari’ que lhe permitiu avançar para a semifinal.

Nessa fase, enfrentou o japonês Kenta Nagasawa, 13º no ranking mundial. Após 4 minutos equilibrados, foi necessário recorrer ao ‘golden score’ para encontrar o vencedor, que seria o nipónico depois de alcançar o ‘ippon’ sobre o atleta luso.

No seu último e derradeiro combate, encontrou o segundo japonês da categoria, Murao Sanshiro (Ouro no Grand Slam de Kazan 2021). Desta vez, a vitória foi alcançada pelo português, que precisou apenas de 1 minuto e 33 segundos para pontuar ‘ippon’.

Com este resultado, Anri Egutidze conquista a Medalha de Bronze, conseguindo figurar no pódio de um grande evento após a mudança de categoria.

 

Rochele Nunes ficou em 5° lugar

Rochele Nunes (+78 kg) estreou-se nos quartos-de-final, onde derrotou a jovem mongol Adiyasuren Amarsaikhan (Vice-campeã asiática de juniores 2019), por duplo ‘wazari’ a 50 segundos do fim do confronto. Na semifinal encontrou a francesa Lea Fontaine (que aos 19 anos é a atual Vice-Campeã europeia de seniores e Tricampeã europeia de juniores). Após um combate equilibrado, a portuguesa ficou lesionada, no joelho direito, após um ataque na judoca gaulesa. Rochele Nunes ainda tentou continuar a lutar, mas acabou por desistir, visivelmente com dores, quando faltava 1 minuto e 22 segundos de combate e o marcador estava empatado sem pontuações (ambas as atletas tinham dois ‘shidos’).

Devido à lesão sofrida na semifinal, não conseguiu lutar pelo Bronze, que ia ser disputado contra a francesa Coralie Hayme (atual Campeã do mundo de juniores). Com este resultado, Rochele Nunes termina num honroso 5º lugar.

Recordamos que no primeiro dia do evento, Bárbara Timo, que se estreou na categoria -63 kg (no circuito mundial), conquistou a Medalha de Ouro (a sua primeira em Grand Slams). Catarina Costa (-48 kg) também se destacou, terminando à beira do pódio, no 5º lugar.

Portugal esteve presente na mítica prova francesa com 5 atletas femininas e 4 masculinos: Catarina Costa (-48 kg), Joana Diogo (-52 kg), Bárbara Timo (-63 kg), Wilsa Gomes (-63 kg), Rochele Nunes (+78 kg), Rodrigo Lopes (-60 kg), João Fernando (-73 kg), João Crisóstomo (-73 kg) e Anri Egutidze (-90 kg), que foram acompanhados pelos Treinadores Ana Hormigo e Pedro Soares e pela Fisioterapeuta Rita Fernandes.

 

Desporto

 

 

X