Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

O avançado português, e antigo jogador do Paris Saint Germain, Gonçalo Guedes rejeitou que a seleção portuguesa tenha a obrigação de vencer a Liga da Nações de futebol por estar a jogar em casa e destacou a qualidade da Suíça, adversário nas meias-finais.

“Não temos a obrigação de vencer por estar a jogar no nosso país. Vai ser bom, sim, termos o apoio do nosso público. Jogar em casa deixa-nos mais à vontade, mais tranquilos”, afirmou Gonçalo Guedes, em conferência de imprensa.

O jogador, de 22 anos, que vestiu a camisola do PSG, admitiu que tem o objetivo de voltar a fazer dupla com Cristiano Ronaldo no ataque de Portugal e considerou que a Suíça é um “adversário de grande qualidade”.

“É uma equipa de conhecemos, que tem demonstrado grande qualidades e que tem grande jogadores. Já observamos um vídeo e vamos tentar aproveitar da melhor forma os seus pontos fracos”, explicou.

Depois de conquistar a Taça do Rei, o seu primeiro troféu em Espanha com o Valência, Gonçalo Guedes assumiu o desejo que fechar a temporada com a conquista da Liga das Nações.

“Seria importante para mim e para todos. Mas primeiro temos que ganhar à Suíça e vamos fazer tudo para chegar à final”, frisou o avançado formado no Benfica e que saiu do clube encarnado para representar o Paris Saint Germain onde não se conseguiu impor. Gonçalo Guedes acabou por deixar o clube parisiense e assinar pelo Valência.

Portugal, campeão europeu em título, defronta a Suíça nas meias-finais da Liga das Nações, a 05 de junho, no Estádio do Dragão, no Porto.

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 1 Voto
8.0
X