Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Liga dos Campeões: Marega marcou, Casillas brilhou e os Emigrantes vibraram

LusoJornal / Pedro Luís LusoJornal / Pedro Luís LusoJornal / Pedro Luís

Perante 42.711 espetadores no estádio do Dragão, não foi fácil a vitória dos azuis e brancos sobre os turcos do Galatasaray (1-0), com um golo de Marega (49 min) após um bom remate de cabeça para o canto esquerdo da baliza de Muslera, na conclusão de um pontapé de canto de Alex Telles.

Um golo que vai ficar para a história de Marega, já que foi o seu primeiro golo na Liga milionária com a camisola azul e branca.

Filipe Pereira deslocou-se “quase” propositadamente de Paris para ver o jogo. “Aproveitei para tratar de assuntos pessoais” disse ao LusoJornal, “mas marquei esses assuntos pessoais para poder ver o jogo”. Foi com a mulher e os filhos que Filipe Pereira marcou presença no estádio do Dragão. “Nunca tinha vindo ao Dragão” confessou Juliette Pereira. “Estou impressionada. Eu acho que os Portugueses vivem os jogos de futebol de forma muito intensa. Em França, raramente se vê famílias inteiras a ver os jogos de futebol nos estádios. Vou daqui completamente conquistada.

Também Steven, o filho mais velho do casal, regressa a França com entusiasmo redobrado. “Faltei um dia de aulas na universidade, mas não queria recusar este convite dos meus pais. Matei saudades dos estádios de futebol. Sempre que passamos férias em Portugal, o meu pai leva-me ver jogos de futebol. Adoro este ambiente”.

Foi uma noite muito complicada para Iker Casillas que teve que se sacrificar desde o primeiro minuto para que as redes não fossem violadas, já que pela frente encontrou atacantes rapidíssimos que só não marcaram porque tinham pela frente um guarda-redes em noite inspirada, evitando que o FC do Porto não entrasse para o intervalo (0-0) a perder.

Ainda bem. Talvez o Técnico Sérgio Conceição, no intervalo, tivesse chamado a atenção de todos os seus convocados para que se empregassem mais a fundo. No reatamento e logo no primeiro minuto, o guarda-redes turco teve que se arrojar aos pés de Corona, tirando-lhe o pão da boca. Mas não tardaria que três minutos depois tivesse que ir recuperar a bola ao fundo das suas redes, golo que não só deu três preciosos pontos, como também deu para que o FC do Porto encaixasse dois milhões e setecentos e dez mil euros. Foi quanto valeu o prémio da vitória, e o primeiro lugar do grupo «D» com os mesmos pontos do Schalk 04 com 4 pontos; seguidos do Galatasaray com 3; e no último lugar se mantém o Lookomotiv com 0 pontos, próximo adversário do FC do Porto.

Serafim Gouveia, ex-jogador de futebol, radicado na região de Nice há muitos anos, também estava a ver o jogo no estádio do Dragão. “Podem dizer o que quiserem mas Iker Casilhas foi o máximo esta noite” confessa ao LusoJornal. Adepto do FC Porto desde pequeno, Serafim Gouveia ficou surpreendido com a escolha de Sérgio Conceição. “Eu preferia que ele tivesse ficado no Nantes, mas foi a opção do Presidente e aceitei”. Agora está reconciliado com a escolha. “Ele tem exatamente o perfil que melhor se adapta ao FC Porto. Foi uma excelente visão do Presidente Pinto da Costa”. Serafim Gouveia só lamenta não haver mais Casas do FC Porto em França.

Já na Conferência de imprensa, Sérgio Conceição disse que “esta vitória é para Aboubakar e um familiar” e não esqueceu os muitos emigrantes portugueses que residem em França.

Como habitualmente, o Técnico portista apresentou-se na sala de imprensa muito calmo e com grande atraso, inquietando o Delegado da FIFA que não fazia outra coisa senão olhar para o relógio.

Quanto à sua opinião sobre o jogo e a vitória, e após saudar todos os presentes, começou por dizer: “Como já previa, não foi fácil defrontar os Turcos do Galatasaray, que noutros tempos era mais fácil. Mas como o futebol evoluiu, eles também evoluíram. Sei que poderíamos fazer mais e melhor. Mas o importante foi feito, e obviamente que nos sentimos felizes. Já agora e como tinha prometido na antevisão em caso de vitória, quero oferecer esta vitória não só a Aboubakar, porque como todos sabem foi recentemente operado, e a uma pessoa de família” concluiu.

Interrogado pelo LusoJornal, Sérgio Conceição deixou “saudações” para os Portugueses que residem em França.

 

FC Porto 1-0 Galatasaray (Turquia)

Jogo no estádio do Dragão

Árbitro: Michael Olivier (Ing.)

Golo: Marega (49 min)

Ação disciplinar: FC do Porto. Cartão amarelo: Militão (42 min), Otávio (57 min) e Danilo (59 min). Galetasaray: Donk (31 min), Azis (43 min), Linnes (53 min) e Maicon (90 min).

FC Porto: Iker Casillas: Maxi Pereira, Felipe, Militão e Alex Telles; Otávio, Danilo e Herrera; Corona, Marega e Brahimi. Jogaram ainda: Olivier Torres (68 min), André Pereira (79 min) e Sérgio Oliveira (87 min). Treinador: Sérgio Conceição

Galatasaray: Muslrera; Linnes, Maicon, Azis e Nagatomo; Fernando, Donk e Bellanda; Onyekuru, Sinan e Rodrigues. Jogaram ainda: Yunus (70 min), Feghouli (73 min) e Inan (85Min). Treinador: Fatih Terim

 

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 2 Votos
9.7
X