Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.
Cultura

 

A Sorbonne Université e a Fundação Calouste Gulbenkian, em França, irão acolher no dia 12 de outubro a primeira edição do “Literanto”. A iniciativa, da autoria de Sara Novais Nogueira, Diretora do Conselho Cultural da Associação Internacional dos Lusodescendentes (AILD)/França, pretende promover e divulgar junto dos lusodescendentes que vivem em França a literatura infantojuvenil lusófona.

 

Para isso, contará com a presença de diversos escritores lusófonos que darão a conhecer ao público infantil as suas obras, e procurarão, através de atividade lúdicas ligadas à leitura, literatura e teatro, estimular a curiosidade acerca da língua portuguesa.

Licenciada em Educação e mestre em Línguas, Literaturas e Civilizações Estrangeiras (especialidade lusófona), Sara Novais Nogueira pretende, através do projeto “Literanto” “proporcionar aos jovens a continuidade com a língua, a cultura e a civilização lusófona”.

Para isso, convida pais, comunidade educativa e comunidade local a participar ativamente, no dia 12 de outubro, nesta iniciativa que pretende, “não apenas reforçar os laços com a nossa língua, mas também manter vivo um importante legado”.

Esta iniciativa literária terá início às 11h00 na Sorbonne Université – Paris 4 (para alunos de licenciatura). De seguida, às 16h00, é a vez da biblioteca da Fundação Calouste Gulbenkian, em Paris, acolher a iniciativa, com o conto de histórias para crianças. Pelas 17h00, contará com a realização de uma mesa-redonda que será transmitida via Zoom.

O evento de literatura infantojuvenil contará com a presença de dois importantes nomes da literatura infantojuvenil lusófona, Cláudia Nina e Rosabela Afonso, com a participação de Sara Novais Nogueira, autora do projeto “Literanto”, e ainda de Leonardo Tonus, professor em literatura brasileira na Sorbonne Université.

 

Donativos LusoJornal
X