Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.
Comunidade

 

O Capitão-de-fragata Silva Rocha assumiu esta semana o comando da Capitania do Douro e Leixões, numa acumulação provisória com a de Aveiro, de onde provém, revelou à Lusa o sucessor de Rui Santos Amaral.

Aos 54 anos, Humberto Renato da Silva Rocha, nascido em França, mas desde os 16 anos a viver em Portugal, tem pela frente uma “comissão de três anos” na capitania do Douro.

Sustentando que estes cargos “fazem a ligação entre a estrutura da marinha e a estrutura da Autoridade Marítima”, definiu como objetivos “continuar o trabalho” do seu antecessor no “garante da padronização de procedimentos e da coordenação dos recursos necessários para cumprir a missão”.

“Encontro a casa arrumada, já tinha essa noção quando trabalhava sob as ordens do comandante Rui Santos Amaral e, de facto, verifico que é essa a realidade, tenho os meios necessários para cumprir a missão”, elogiou o novo responsável.

O novo comandante afirmou ter “uma experiência de 12 anos na Autoridade Marítima”, que passou pela Póvoa de Varzim e Vila do Conde e prosseguiu quatro anos na Figueira da Foz antes de rumar a Aveiro.

Sobre o comandante que cessou funções, Rui Santos Amaral, disse que “está numa fase de transição depois de ter pedido a passagem à reserva”.

 

Donativos LusoJornal
X