Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

O novo álbum de Nancy Vieira, «Manhã Florida», chegou na semana passada ao mercado, marcando o fim de seis anos de interregno de gravações em estúdio, e será o mote da próxima digressão internacional da cantora, a iniciar em abril, na Lituânia.

O álbum, produzido pelo músico radicado em França Teófilo Chantre, que sucede a «No Ama» (2012), é constituído por doze temas, um deles totalmente assinado pela cantora, «Porto Inseguro (Coisa Boa)».

Nancy Vieira tinha já assinado um tema no álbum «Lus» (2007), o primeiro editado pela parceria entre a Harmonia Mundi e a Lusáfrica.

Em declarações à Lusa, a cantora de origem cabo-verdiana afirmou que «este álbum é a minha cara, em que gravei versões de alguns clássicos, como ‘Mar di Lua Cheia’, de Eugénio Tavares, e outros inéditos, como ‘Fé d’Um Fidju’, de Tiolino, um autor da minha ilha, Santiago, das minhas raízes».

Entre os inéditos conta-se ainda, além do da cantora, «Manhã Florida», de Teófilo Chantre, e «Les Lendemains de Carnaval», uma letra de Marc Estève, que Teófilo Chantre musicou e cuja interpretação partilha com a cantora pop Raphaële Lannadère, que conheceu num dos espetáculos de homenagem a Cesária Évora (1941-2011), em França. «Esta canção surge na senda da tradição musical caboverdiana, soa a Cabo Verde, é uma mistura de samba à Cabo Verde, com o ritmo da ‘coladera’», disse a cantora, que habitualmente canta na sua língua materna, o crioulo.

O álbum abre com «Mi Sem Bo Amor» (Vitorino Chantre/Amândio Cabral), inclui ainda dois temas, letra e música, do ex-Ministro da Cultura de Cabo Verde, Mário Lúcio, «Passion» e «Sunha Dor».

Do alinhamento fazem também parte «Sô Um Melodia» (António Alves), «Bocas di Paiol» (Cesário Duarte), «Bela» (Kaká Barboza), e «Lembrança» (Adalberto Tavares Silva, ‘Betu’).

Referindo-se ao CD, Nancy Vieira afirmou que «é um álbum acústico, que quase podia ser de canções para guitarra» e realçou a participação de músicos como Bau, nas guitarras principais, Hernâni Almeida, também na guitarra, em dois temas, Teófilo Chantre, no cavaquinho. Do grupo de músicos que a acompanham fazem também parte Zeca Maurício e Zé Paris.

«Manhã Florida» é o quinto álbum da cantora, e o segundo que grava para a Harmonia Mundi, parceira da Lusáfrica em Cabo Verde.

Em 2014, a cantora fez parte do elenco do álbum «cavaquinho.pt», de Júlio Pereira.

Nancy Vieira estreou-se discograficamente em 1995, com «Nôs Raça», seguindo-se várias colaborações, nomeadamente em 1999, no álbum «Música de intervenção Cabo Verdiana: a história da luta de independência de Cabo Verde contada em música», e em «A Espuma das Canções» (2005), de Rui Veloso, e no CD «Mentiroso Normal» (2007), da Ala dos Namorados. Pelo meio gravou, em 2004, o seu segundo álbum, «Segred».

 

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 1 Voto
9.4
X