Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.
Comunidade

 

Durante as comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, o Presidente da República deslocou-se a Londres para comemorar a data juntamente com Portugueses residentes naquele país, mas à chegada à Embaixada, onde ia jantar com alguns convidados, deparou-se com um protesto de quatro pessoas organizado pelo Partido Chega contra o atraso no atendimento nos Consulados.

O protesto levantou também problemas no envio dos votos postais nas passadas eleições legislativas, embora esta não seja uma competência dos Consulados.

Em alguns cartazes colados lia-se “Consulado não tem capacidade de resposta”, “Pais esperam 11 meses para registar os filhos” e “Onde está o meu boletim de voto?”.

O Presidente trocou umas breves palavras com os manifestantes e tirou uma fotografia, dando-lhes razão: “Eu sou o primeiro a subscrever que é uma questão que tem de ser enfrentada”. Marcelo Rebelo de Sousa vincou que “é um problema real, o Governo tem noção disso e que é uma corrida contra o tempo”.

Sobre a insatisfação com o serviço dos Consulados, o Presidente da República disse que “o Governo está a tentar digitalizar os dados, mas há um atraso, portanto há razão, eu fui o primeiro a reconhecer, quanto a atrasos que neste momento chegam em alguns casos a um ano. Um ano e meio é mais raro, mas acontece”, disse.

 

Donativos LusoJornal
X