Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Depois de sair de Richebourg e de Le Couture, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa deslocou-se a Perpignan para visitar o jovem português que foi baleado no atentado terrorista de Carcassonne, em 23 de março.

Na página da Presidência da República, pode ler-se que Marcelo Rebelo de Sousa «visitou esta tarde no Centro Hospitalar de Perpignan, no sul de França, o jovem português Renato Silva, que foi alvejado a tiro aquando do atentado terrorista em Trèbes, no passado dia 23 de março».

«O Presidente Marcelo Rebelo de Sousa, que foi recebido pelos pais e pela Direção clínica, inteirou-se do estado de saúde e desejou as melhoras ao jovem compatriota, que está em franca recuperação e agradeceu a visita do Chefe de Estado», é referido na mesma nota.

Foi o próprio Chefe de Estado que anunciou, ontem de manhã, em Richebourg, onde se encontrava para as celebrações do Centenário da Batalha de La Lys, que iria fazer esta visita ainda durante o dia. «Eu irei daqui a Perpignan ver esse ferido que está a recuperar», disse aos jornalistas Marcelo Rebelo de Sousa, adiantando que queria «abraçar o Português e a sua família».

O Presidente da República já se tinha referido ao atentado de março no seu discurso no Cemitério Militar Português de Richebourg, durante a manhã, onde esteve ao lado do Chefe de Estado francês a homenagear os mortos na Primeira Guerra Mundial, sublinhando que Portugal está unido aos Franceses nessa «luta contra o terrorismo».

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 10 Votos
8.1
X