Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

A exposição “Memórias do Salto” pode ser visitada a partir desta sexta-feira no Centro Cultural de Vinhais e até 27 de janeiro, com memórias do que foi a Emigração Clandestina no Estado Novo em Trás-os-Montes.

A exposição partiu de um trabalho da Associação dos Amigos do Museu Abade de Baçal em parceria com o próprio Museu e a Faculdade de Letras da Universidade do Porto, e depois de ter sido mostrada pela primeira vez em Bragança segue agora para Vinhais.

Esta mostra é o resultado de um projeto de “mediação patrimonial que visa valorizar, salvaguardar, registar e divulgar as memórias dos Portugueses oriundos do Nordeste Transmontano, que emigraram de forma ilegal para França entre 1954 e 1974” diz um comunicado da Câmara Municipal de Vinhais.

Reúne as memórias de emigrantes, de vários locais do distrito, incluindo Vinhais, passadores, guardas-fiscais, elementos da PIDE, entre outros.

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 3 Votos
9.2
X