Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

O Ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, disse que um dos grandes desafios de 2019 é garantir que o universo de 1,5 milhões de emigrantes portugueses recenseáveis vote nas eleições legislativas de outubro.

“Em 2019 teremos o desafio de traduzir praticamente este novo alcance que a lei deu em termos de participação política e eleitoral dos cidadãos portugueses no estrangeiro face aos atos eleitorais portugueses”, disse o Chefe da diplomacia portuguesa, durante a apresentação do Relatório da Emigração 2017, que decorreu no Palácio das Necessidades, em Lisboa.

“Temos eleições legislativas a 6 de outubro e é muito importante trabalharmos todos para que este novo e vastíssimo universo de recenseáveis, de 1,5 milhões de pessoas, se traduza numa votação efetiva, para que a participação eleitoral e cívica dos nossos emigrantes tenha esta mudança de escala e de efeito”, acrescentou o governante português.

Antes, já Augusto Santos Silva tinha enunciado outros desafios que decorrem do Relatório da Emigração 2017, no qual se dá conta da saída de cerca de 90 mil Portugueses para o estrangeiro no ano passado, mantendo a tendência de abrandamento das saídas, já que no ano anterior tinham saído mais ou menos 100 mil.

 

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 2 Votos
4.6
X