Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Lamentos

 

Lamento este mundo assim

Tão próximo do fim

Lamento a sua destruição

Vítima de todo o tipo de poluição

 

Lamento os animais em extinção

Vítimas de modas e de tradição

Lamento a sociedade de consumação

Os seus desperdícios e a sua ilusão

Em nome do lucro e da produção

 

Lamento os que passam a vida a rastejar

Sem vontade nem coragem para lutar

Lamento os que não morrem de pé

E de joelhos negam a sua fé

 

Lamento as exigências da burocracia

As promessas políticas cheias de demagogia

Lamento os donos da economia

Sem coração e de alma vazia

 

Lamento os senhores da guerra

Que decidem destruir a Vida e a Terra

Lamento o sacrificio em vão

Dos homens que morreram pela Nação

 

Lamento toda a religião

Que prega mais o ódio que o perdão

Lamento o Cristo crucificado

E todo o ser injustamente condenado

Lamento as guerras de religião

Que nos fazem perder a fé e a razão

 

Lamento os que deixaram de acreditar

Caminhando sem se encontrar

Lamento os que dizem “deixa andar”

Que nada fazem para o mundo mudar

 

Lamento os falsos amigos

Sempre em intrigas envolvidos

Lamento os simulados sorrisos

Nos lábios secos e fingidos

Lamento a mentira sacrossanta

Que esconde a verdade que espanta

 

Lamento o sexo sem amor

E toda a violência sexual

Lamento toda a forma de dor

E toda a expressão racial

 

Lamento o trabalhador explorado

Mal pago e escravizado

Lamento que a força e justiça da lei

Não esteja ao serviço da grei

 

Lamento quem teima em governar

Sem a vontade do Povo respeitar

Lamento o poder tenebroso

Que tira a liberdade ao Povo

 

Lamento os que apregoando as “boas ações”

Esperam em troca títulos e condecorações

Lamento que o parecer

Seja mais forte que o ser

Lamento a resignação do “tem que ser”

Mais forte que a força do querer

 

Lamento o esquecimento e a ingratidão

De quem nos diz guardar no coração

Lamento a eterna contradição

Do “nem sim, nem não”

 

Tantos lamentos tanto para lamentar

Que um Deus venha para nos ajudar

Para criar um mundo para Amar

E menos motivos para lamentar

 

Carlos Manuel Candeias

Paris, 23 de novembro de 2019

 

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 13 Votos
5.0
X