Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

“Lágrimas”

 

Vivemos dentro de mágoas recusadas

Neste mundo que sofre, mas não para de girar.

Faço parte destas marionetes enganadas,

Que por vezes saem nestas lágrimas a brilhar…

 

Ódio, palavra que não tem qualquer fim,

Belezas que nestas rugas já viajaram.

Existem no fundo do coração e dentro de mim,

Todos os beijos dos amores que me beijaram…!

 

Sonhos tão recentes, mas longe da realidade,

Fiquei distante do teu beijo ardente.

Já não sou novo, atingi a minha verdade,

Ainda sinto o beijo da lágrima que rolou docemente…!

 

Tantas discussões… tantas coisas perdidas,

Num tempo que passou sem me avisar.

Sabes porque choro estas lágrimas sentidas!

Porque gostava de todas elas no meu peito guardar…!

 

As lágrimas irão parar de sair

do fundo do meu coração.

Partirei numa viagem,

Como se fosse num sonhar.

Gostava de ser eterno,

E para sempre abraçar a recordação.

Existe no fundo de nós…

Um só nós em que podemos confiar.

E ele chama-se coração…!

 

Cultura
X