Momento de poesia com José Sabino

Cultura

 

Nostalgia

 

Estando a noite geada

No entanto era um regalo

Na noite da Consoada

Não faltava à Missa do Galo

 

Quando os sinos repicavam

Antes da missa começar

As famílias avisavam

Ninguém devia faltar

 

A missa era cantada

Pelos coros da freguesia

Em silêncio se escutava

Tudo o que o padre dizia

 

Era tão virulento

Mesmo instalado na torre

Por vezes do seu sermão

Ao povo declarava a guerra

 

Lindos tempos já passaram

E passaram depressa

Os hábitos também mudaram

O Natal hoje, tem um sabor diferente.

 

Donativos LusoJornal