Momento de Poesia em noite de Passagem de Ano

Cultura

 

“Uma moça chorava” cantada por Linda de Suza

 

Uma moça chorava

Ao passar a fronteira

Suas ilusões perdidas

Sua pátria querida

E a gente da aldeia

 

Um rapaz que passava

Ao vê-la triste assim

Lhe diz: Não chores mais

Pois toda a tristeza

Um dia tem seu fim

 

Deixei minha casa

Branquinha à beira do mar

Deixei meus amigos

Deixei o meu sol

 

Deixei tantas coisas

Maravilhosas que jamais

Perdi o sorrir do meu pai

 

A moça que chorava

Seus olhos enxogou

Dizendo estou perdida

O rapaz por ela se apaixonou

 

Tu és bela e bonita

E aqui neste país

Encontrarás certamente

Boa gente e serás feliz

 

Deixei minha casa

Branquinha à beira do mar

Deixei meus amigos

Deixei o meu sol

 

Deixei tantas coisas

Maravilhosas que jamais

Perdi o sorrir do meu pai

 

A moça que chorava

Seu sorriso encontrou

Sabendo assim que um dia

Ela voltaria a ver o que deixou

 

E os dois finalmente

Partiram lado a lado

O rapaz que passava

Levava com ele a moça que chorava

 

Deixei minha casa

Branquinha à beira do mar

Deixei meus amigos

Deixei o meu sol

 

Deixei tantas coisas

Maravilhosas que jamais

Perdi o sorrir do meu pai

 

Donativos LusoJornal