Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

O piloto português Miguel Oliveira, da equipa a Tech3, falhou os pontos na sua primeira corrida de Moto GP, categoria rainha do Mundial de motociclismo de velocidade, ao terminar no 17° lugar no Grande Prémio do Qatar, prova de abertura do campeonato.

No circuito de Losail, Miguel Oliveira, que partiu do 17° posto da grelha, chegou a andar nos lugares pontuáveis – os 15 primeiros -, mas acabou por não conseguir pontuar.

Recorde-se que o dono da equipa de Miguel Oliveira no Mundial de Moto GP, o francês Hervé Poncharal, proprietário da Tech3, alertou, há algumas semanas atrás, que o piloto português podia ficar fora dos pontos, e que isso não era preocupante.

“As pessoas em Portugal não devem ficar desapontadas se ele terminar as primeiras corridas na 15ª posição ou mesmo fora dos pontos”, assegurou Hervé Poncharal.

O vencedor foi o italiano Andrea Dovizioso (Ducati), que bateu sobre a meta o espanhol tricampeão mundial Marc Marquez (Honda), segundo colocado, a 23 milésimos de segundo.

O piloto natural de Almada, de 24 anos, é o primeiro português a disputar uma prova da classe rainha do Mundial de motociclismo de velocidade em mais de 20 anos, sucedendo a Felisberto Teixeira, que participou no Grande Prémio de Espanha de 1998, em Jerez de la Frontera, no campeonato de 500cc, antecessor do Moto GP.

Antes de chegar ao Moto GP, Miguel Oliveira foi vice-campeão do mundo nas duas categorias inferiores, em Moto3, em 2015, e em Moto2, em 2018, tendo vencido 12 corridas (seis em cada classe), subido 34 vezes ao pódio e alcançado quatro ‘pole positions’.

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 4 Votos
9.8
X