Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

O Museu Nacional Grão Vasco recebeu duas obras do pintor francês Jean Baptiste Pillement, que se juntam a uma terceira obra deste autor já existente no acervo museológico.

“Parece-nos muito importante que, de um autor, possamos ter várias pinturas, e para nós é motivo de orgulho e honra porque nos enriquece o acervo e é muito importante que o próprio Novo Banco queira partilhar, com o público do Museu Nacional Grão Vasco – que, além de ser um público de Viseu, é também um público nacional e internacional -, a riqueza destas pinturas”, regozijou-se Paula Cardoso, Diretora da instituição.

As duas obras de arte foram cedidas pelo Novo Banco Cultura, na sequência de um primeiro protocolo assinado em janeiro deste ano, no Museu Nacional dos Coches, que tem como principal intuito disponibilizar ao público o seu património artístico e cultural, através de parcerias com museus nacionais.

As duas obras de Jean Baptiste Nicolas Pillement (1728-1808), em óleo sobre tela, estão disponíveis ao público e intitulam-se de “Paisagem Fluvial com Pescadores” e “Paisagem com Pastores e Rebanho”, e têm dois metros por um e meio, de dimensão, e são ovais.

“Dadas as suas dimensões, deslocámos a nossa obra para junto das que vamos receber, porque são obras com uma dimensão relativamente grande, em relação à pintura de que já dispomos, e a nossa foi deslocada para uma outra sala para estabelecermos uma espécie de diálogo entre elas e, no fundo, para também se reencontrarem ou reencontrar o autor nestas pinturas”, considerou.

A obra já existente no acervo museológico viseense é retangular e de dimensões menores, cerca de 50 por 60 centímetros e, segundo a diretora, “foi adquirida em 1926, num leilão no Porto, e desde aí tem permanecido na coleção” do Museu Nacional Grão Vasco.

“É também uma paisagem que tem estado exposta na nossa exposição permanente, e agora acolhemos mais estas duas obras que iremos apresentar e manter em permanência no nosso dispositivo”, explicou Paula Cardoso.

Jean Baptiste Pillement foi um pintor paisagista do século XVIII, que fez parte da corrente Iluminista, com interesse pela pintura de paisagens.

Uma outra obra do pintor, proveniente da coleção Novo Banco Cultura, “Paisagem com camponeses e rebanho”, tinha sido também depositada no Paço dos Duques de Bragança, em Guimarães.

Segundo um comunicado do Novo Banco, com o protocolo assinado no Museu Nacional dos Coches, no início do ano, “são já 17, as obras de grande relevo cultural colocadas em exposição permanente em nove museus nacionais de várias regiões do pais, desde Castelo Branco, Guarda, Guimarães, Caldas da Rainha, Figueiró dos Vinhos, Lisboa e agora Viseu”.

De acordo com o Novo Banco, o espólio artístico da instituição, composto por 97 obras, deverá estar totalmente distribuído por museus de todo o país, nos próximos dois anos.

 

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 1 Voto
9.2
X