Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.
mwbBUep-5_4
Desporto

 

As irmãs Ribeiro, Campeãs portuguesas de salto com vara e de origem cabo-verdiana, criaram em França a associação ‘Cap Vers les Étoiles’ que tem como missão ajudar as crianças em Cabo Verde a praticarem desporto em melhores condições.

“É um projeto humanitário que, através do nosso percurso de atletismo e conhecimentos adquiridos nesses meios, visa desenvolver a prática do desporto com jovens e adultos, em França e Cabo Verde”, afirmou Elisabete Ribeiro, em entrevista à Lusa.

Elisabete Ribeiro, Sandra Ribeiro e Maria Leonor Ribeiro são três irmãs que bateram sucessivos recordes portugueses na modalidade de salto com vara, tendo representado o país internacionalmente nos Jogos Olímpicos de Pequim e Londres, embora tenham vivido a maior parte das suas vidas em França e tenham origens cabo-verdianas.

Tendo terminado carreiras coroadas de sucessos desportivos, as irmãs verificaram em viagens a Cabo Verde que as condições para a prática de desporto nem sempre são as melhores, resolvendo criar em 2019 a associação ‘Cap Vers les Étoiles’.

“As crianças e os jovens têm muitas capacidades naturais e, no entanto, os materiais não estão em boas condições ou nem sequer existem, então o nosso objetivo é oferecer bolas, apitos, todos os materiais necessários para a prática do desporto nas escolas, combinado com oferta de material escolar”, explicou Elisabete Ribeiro.

Para as irmãs Ribeiro, o desporto foi uma forma de se integrarem em França, tendo chegado muito jovens a este país, e também de desenharem metas para as suas vidas. “O desporto permitiu-nos crescer, tornarmo-nos nas pessoas que somos hoje porque nos mostrou muitos valores como a disciplina, o respeito, o compromisso, a solidariedade, a partilha e é isso que nos impulsiona hoje a querer ir mais longe e transmitir todos estes valores”, disse Sandra Ribeiro.

As irmãs já ajudam atualmente a Federação de Atletismo de Cabo Verde com sapatilhas e equipamentos doados em França.

Esta jovem associação quer também acompanhar a diáspora cabo-verdiana em França, assim como jovens de bairros considerados problemáticos, de forma a encaminhá-los para o desporto, fazendo-os descobrir os seus talentos. Outro objetivo é também arrecadar fundos para reconstruir espaços desportivos em Cabo Verde.

“O nosso projeto é de renovar espaços desportivos nas escolas ou municipais para que o acesso ao desporto seja maior para todos”, concluíram.

 

Donativos LusoJornal

 

 

X