Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Paris: Jornada Portuguesa marcou 35ª edição da Fête à NeuNeu no Bois de Boulogne

LusoJornal / Lia Gomes LusoJornal / Lia Gomes LusoJornal / Lia Gomes LusoJornal / Lia Gomes LusoJornal / Lia Gomes LusoJornal / Lia Gomes LusoJornal / Lia Gomes LusoJornal / Lia Gomes LusoJornal / Lia Gomes LusoJornal / Lia Gomes LusoJornal / Lia Gomes

No fim de semana passado teve lugar uma Jornada portuguesa durante a 35ª edição da Fête à NeuNeu, no Bois de Boulogne, em Paris. Como estava um lindo dia de sol, a adesão do público foi grande e havia bom ambiente.

O grupo Lusibanda animou a festa com a participação da cantora Virginie Novo Som, mas também com os Bombos de Mitry Mory, o Grupo de bombos Amigos da Borga do 78, assim como o Grupo de folclore da Association des Portugais de l’agglomeration Rouennaise.

Criado há 12 anos, o grupo Lusibanda pôs o público a dançar durante toda a tarde, ao som da música portuguesa. O grupo foi criado pelo casal Maria Manuela e Filipe. “Já tocávamos em casa e acabámos por conhecer amigos que criaram uma associação no Havre e que nos disseram, porque não vêm tocar na associação? Assim fizemos. Na primeira noitada estava presente o Presidente da associação de Caen e depois fizemos o segundo concerto em Caen, e assim de seguida” contou Maria Manuela ao LusoJornal.

Virginie é a filha do casal, com quem cantou durante cerca de 10 anos até decidir fazer uma carreira a solo. Agora é a irmã mais nova que a substitui no Lusobanda, mas desta vez Virginie subiu também ao palco onde cantou em duo com a mãe.

“Já participei em espetáculos em Paris, com o Joaquim Parente, e noutras cidades, na Normandie e na Basse Normandie, através da associação dos meus pais, e em dueto com um guitarrista, nos cafés e restaurantes do Havre” conta Virginie ao LusoJornal.

Virginie vai brevemente fazer a primeira parte do cantor Emanuel, no Havre, mas quer mudar de estilo musical. “Quero mudar de estilo musical, quero fazer ritmos afro-cubanos porque gosto muito”.

Quem passou pela Fête à NeuNeu na tarde de domingo passado, ficou certamente contente por ali ter cruzado a cultura popular portuguesa.

 

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 7 Votos
7.3
X