Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.
Comunidade

 

O número de passageiros movimentados nos aeroportos portugueses cresceu 500,3% nos primeiros quatro meses de 2022, face a igual período de 2021, continuando a tendência de aproximação aos níveis pré-pandémicos, segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Até abril, o aeroporto de Lisboa movimentou 51,8% do total de passageiros (6,9 milhões) e registou um crescimento de 526,2% comparando com o período homólogo de 2021 (-23,0% face ao mesmo período de 2019).

Considerando os três aeroportos com maior tráfego anual de passageiros, Faro registou o maior acréscimo (+1566,9%).

 

França à frente

Entre janeiro e abril de 2022, França manteve-se como principal país de origem e de destino dos voos, com crescimentos de 445,8% no número de passageiros desembarcados e 371,8% no número de passageiros embarcados, relativamente ao mesmo período de 2021.

Considerando apenas o mês de abril de 2022, aterraram nos aeroportos nacionais 18,6 mil aeronaves em voos comerciais, correspondendo a 4,9 milhões de passageiros (embarques, desembarques e trânsitos diretos) e foram movimentadas 18,3 mil toneladas de carga e correio (+184,6%, +569,2% e +30,9%, respetivamente, face a abril de 2021).

Em março de 2022 tinham-se registado variações homólogas de +250,2%, +725,1% e +27,0%, pela mesma ordem.

Comparando com abril de 2019, registaram-se variações de -5,8% no número de aeronaves aterradas, -6,5% nos passageiros movimentados e +7,1% no movimento de carga e correio (-9,8%, -16,1% e +8,7% no mês anterior, respetivamente).

Em abril de 2022, registou-se o desembarque médio diário de 83,8 mil passageiros nos aeroportos nacionais (59,4 mil no mês anterior), aproximando-se do observado em abril de 2019 (89,6 mil).

Considerando os passageiros desembarcados em abril, 81,5% corresponderam a tráfego internacional (62,3% no mesmo mês de 2021), na maioria provenientes do continente europeu (70,6% do total).

Relativamente aos passageiros embarcados, 80,6% corresponderam a tráfego internacional (59,8% em abril de 2021), tendo como principal destino aeroportos no continente europeu (70,6% do total).

Até abril, o movimento de mercadorias no aeroporto de Lisboa representou 73,4% do total, atingindo 52,2 mil toneladas (+50,6% face ao mesmo período de 2021), sendo que, comparando com os primeiros quatro meses de 2019, registou-se um acréscimo de 10,8%.

No conjunto dos restantes aeroportos, o movimento de carga e correio aumentou 6,2% (+10,2% comparando com o mesmo período de 2019).

 

Donativos LusoJornal
X