Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.
Comunidade

 

O Secretário de Estado das Comunidades, Paulo Cafôfo, disse esta semana que está a ser desenvolvido um plano de reforma do sistema consular para o tornar mais digital. “O que está a ser preconizado é uma reforma do sistema consular com uma parte que diz respeito à digitalização e desmaterialização, que vai possibilitar que determinados atos possam ser feitos no consulado virtual e dispensar a presença física das pessoas nos Consulados”, adiantou.

O governante falava durante uma visita aos Estados Unidos. “Os serviços consulares são importantíssimos no apoio que dão à nossa Comunidade. É uma ligação direta que têm com o Estado português”, afirmou Paulo Cafôfo. “Estamos a trabalhar para que os problemas possam ser resolvidos”, assegurou, referindo-se aos atrasos causados pela pandemia de Covid-19.

Além da criação de mais serviços consulares acessíveis ‘online’, o Governo planeia uma reestruturação nos recursos humanos, processo que inclui “uma valorização das carreiras dos funcionários”, com revisão da tabela salarial e um novo mecanismo de correção cambial, agora que o euro e o dólar estão perto da paridade, precisou o Secretário de Estado.

Estão também em análise concursos para a contratação de mais funcionários nalguns Consulados, algo que visará responder a “necessidades de caráter permanente” nos postos. “Estamos a trabalhar de forma séria e espero que possa ser uma mudança para estes funcionários do Estado, que desempenham uma função administrativa mas também social perante a nossa Comunidade”, afirmou o Secretário de Estado.

 

Donativos LusoJornal
X