Paulo Pisco reuniu com associações em Pau e participou na Gala do International Portugal Business Club

Comunidade

 

O Deputado do PS eleito pelo círculo da Europa, Paulo Pisco, esteve em Pau, na área consular de Bordeaux, para participar na gala anual do International Portugal Business Club (IPBC), para se encontrar com dirigentes do movimento associativo, para uma reunião na Mairie de Pau onde assisitiu a uma apresentação sobre o Campo de Gurs, para visitar a International School of Bearn, criada pela portuguesa Maria Elias e para se encontrar com a Cônsul Honorária de Pau, Anne-Marie Mouchet.

Na gala do IPBC, Paulo Pisco agradeceu ao seu Presidente, Charles Lourenço, o convite e o acolhimento, tendo referido na sua intervenção a importância de as Comunidades portuguesas fora dos grandes centros populacionais como Paris, Bordeaux ou Lyon não serem esquecidas pelos poderes públicos, só porque as distâncias são maiores e os acessos menos fáceis.

O Deputado português elogiou o movimento associativo e destacou a mudança de percepção que hoje a França e os Franceses têm em relação a Portugal, o que se fica a dever à “evolução extraordinária” da Comunidade portuguesa em França.

“Muita da grande proximidade e cooperação e excelência das relações entre Portugal e a França deve-se em boa parte à influência dos Portugueses em França”, disse ao LusoJornal.

O Deputado teve também um encontro com quase uma dezena de representantes de associações na região de Pau, na Associação dos Portugueses de Lons, com quem discutiu a situação do movimento associativo, formas de cooperação e os apoios públicos da Direção Geral dos Assuntos Consulares e Comunidades Portuguesas (DGACCP).

Na Mairie de Pau, Paulo Pisco assistiu à apresentação do projeto do Campo de Gurs, onde estiveram internados 349 Portugueses refugiados da guerra civil de Espanha e que mais tarde se tornou um campo de concentração para deportados judeus e outros cidadãos vítimas do extremismo e da negação do Estado de direito, com as detenções arbitrárias e preventivas dos chamados “indesejáveis”. Para o Deputado, esta foi também uma forma de homenagear a memória desses Portugueses, mas também de acentuar a necessidade de vigilância contra as práticas que mesmo em democracia podem evoluir para a deterioração do estado de direito e para a negação dos direitos de alguns grupos sociais.

Referência ainda para a International School of Bearn, que festeja no próximo ano o 20° aniversário e foi criada pela portuguesa Maria Elias e é uma instituição de ensino de grande prestígio no departamento dos Pirenéus Atlânticos.

O Deputado visitou também o Consulado de Portugal em Toulouse, agora com quatro funcionários, com quem teve oportunidade de trocar impressões sobre o funcionamento do posto e reuniu com o Cônsul Miguel Rita.

 

Donativos LusoJornal